WhatsApp Image 2019-06-17 at 19.04.26

Sintonia entre as secretarias do Governo de Goiás marca primeira reunião do Conselho Superior de Desenvolvimento

Governador ressaltou a importância de convergir forças de toda a estrutura do Estado para evolução do desenvolvimento e anunciou a assinatura de protocolo de intenções de mais 15 empresas que deverão se instalar em Goiás

“Estamos retirando do papel uma lei criada em 2011, já que este Conselho nunca havia sido implantado”, afirmou o governador Ronaldo Caiado durante a primeira reunião do Conselho Superior de Desenvolvimento Industrial, Comercial e de Serviços, realizado em Goiânia nesta segunda-feira (17/6).

Com o objetivo de estabelecer diretrizes de fomento de projetos de industrialização, de comércio e de serviços, o grupo reúne as secretarias de Indústria, Comércio e Serviços; de Economia; de Desenvolvimento Econômico e Inovação; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; de Governo; e de Administração.

Nesta primeira reunião foram apresentadas as ações iniciais e deliberadas as diretrizes. Segundo o governador, a convergência de forças terá o objetivo de desburocratizar, apoiar e estimular os setores da economia para a geração de emprego e renda na Capital e no interior. “Dentro dessa nova metodologia do atual governo, nós já atingimos um percentual de empresas que já assinaram carta de intenções de instalar-se em Goiás em um número maior do que a somatória de todo ano passado”, comparou. E completou: “Essa nova metodologia de gerir e administrar o Estado resgata a confiança do empresário de bem, que hoje se sente seguro aqui em Goiás”.

O secretário de Indústria e Comércio, Wilder Morais, também reconhece a importância da sintonia entre as pastas. “Esse Conselho Superior faz com que a gente possa dar oportunidade para que as outras secretarias tragam qualquer coisa que fomente o desenvolvimento dentro de sua pasta”, ressaltou.

Assinatura de protocolo de intenções
O Governo de Goiás assinou em abril um protocolo de intenções para a instalação de 27 empresas no Estado. Com isso, a expectativa é de que sejam investidos mais de R$ 600 milhões em 21 municípios goianos. Isso significa a geração de mais de 15 mil de empregos diretos e indiretos.

Ainda durante reunião do Conselho Superior, o governador anunciou que nesta terça-feira (18/6) será assinado um novo protocolo de intenções. “Mais 15 empresas vão assinar esse termo de acordo com o Estado de Goiás, e com a preocupação de darmos às regiões mais carentes esta oportunidade de terem as indústrias chegando e dando oportunidades de emprego”, reforçou.

Segundo Wilder Morais, essas 15 empresas deverão investir mais R$ 1,5 bilhão em Goiás, além de gerar mais de 9 mil empregos diretos e indiretos. Em agosto, outras duas indústrias também deverão chegar no Estado.

“Então, batemos R$ 2 bilhões de investimento nos primeiros seis meses de governo e vamos atrair mais de 40 empresas e quase 30 mil empregos diretos e indiretos no Estado. Essas empresas vão colocar nos cofres públicos, dentro de um ano e meio, dois anos, R$ 400 milhões de ICMS para Goiás, e vamos incrementar mais R$ 7 bilhões em nosso PIB”, concluiu.

Também participaram da reunião os secretários Andréa Vulcanis (Meio Ambiente), Antônio Carlos Neto (Agricultura), Pedro Henrique Ramos Sales (Administração), Ernesto Roller (Governo) e Adriano Rocha Lima (Desenvolvimento Econômico), além de superintendes das respectivas pastas.