Foto: Hegon Corrêa

Governo de Goiás lança programa voltado à humanização e capacitação da gestão pública

Desenvolvido pela Sead, o Programa M.O.V.E Goiás é direcionado à valorização e qualificação dos servidores públicos estaduais, com foco na melhoria do serviço prestado ao cidadão

Humanizar a gestão pública garantindo a melhoria dos serviços prestados aos goianos. Esse é o foco do Programa M.O.V.E. Goiás, que foi lançado pelo governador Ronaldo Caiado nesta segunda-feira (22/07), no auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira. A sigla, que significa ‘merecer, oportunizar, valorizar, envolver’, representa o compromisso do Governo de Goiás de valorizar os servidores públicos. “O M.O.V.E. Goiás propõe dar a vocês [servidores] as condições necessárias de qualificação, metodologia, técnicas mais avançadas naquilo que é o ponto fundamental, que é humanizar a estrutura do Estado. Vamos qualificar e mensurar resultados em cada um dos setores do serviço público”, salientou o governador.

Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), o M.O.V.E. Goiás desenvolverá instrumentos de valorização do servidor como funções comissionadas, programas de certificação e capacitação continuada, projetos de aprimoramento de lideranças com foco em alcance de resultados, premiação e reconhecimento por melhores práticas. No lançamento, Caiado falou do objetivo de despertar o sentimento de engajamento entre servidores públicos, alcançando a todos os goianos com a melhoria dos serviços prestados. “O Estado tem que ser republicano e, ao mesmo tempo, ser extensivo a todos os 7 milhões de goianos. Isso é o que diferencia hoje o nosso estilo de governo e vai promover economia”, defendeu.

Para o secretário de Administração, Pedro Sales, a interface de relação entre o governo e o servidor deve propiciar o máximo de envolvimento de ambas as partes. Ao todo o Estado conta com 96 mil servidores ativos. “O intuito do programa é exatamente o acolhimento, é engajar o servidor. Não queremos ver o servidor como um problema, queremos vê-lo como parte da solução. Temos que confiar na qualidade técnica dos nossos gestores e acreditar que as medidas que estamos tomando não comprometerão o desempenho do Estado nas suas funções”, detalhou.

A subsecretária de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Gilsa Eva de Souza Costa, destacou que o M.O.V.E Goiás é um programa de gestão de pessoas baseado em processos mais humanizados, assim como na elaboração de indicadores. “Precisamos ter o melhor time, pessoas preparadas, as melhores mentes e capacidades. Encaramos o servidor público de forma respeitosa”, observou.

Balanço da Administração
Além do novo programa direcionado aos servidores, a Sead apresentou o balanço dos seis primeiros meses de gestão. Pedro Sales apontou as soluções já implementadas pelo Governo de Goiás para sanar os pontos de maior comprometimento herdados pela gestão anterior, principalmente no que se refere a contratos onerosos e ineficientes, falta de pagamentos e de monitoramento dos gastos, e ações desalinhadas e descontinuadas.

Seguindo as diretrizes do governador Ronaldo Caiado, a Sead empenhou esforços para profissionalizar a gestão e qualificar o uso dos recursos. A entrega da Reforma Administrativa evidenciou os ganhos com clareza, transparência e controle. A Reforma diminuiu as despesas e reduziu em 20% o custo operacional da máquina pública. A economia é de R$ 422 milhões para os próximos quatro anos.

Outras medidas asseguraram os princípios de austeridade e zelo com os recursos públicos, como a redução dos gastos com diárias no Governo, que propiciou uma economia superior a R$ 8 milhões, se comparado com o mesmo período do ano passado. As análises das aquisições, contratações e aditivos contratuais submetidos ao autorizo governamental, também garantiu a contenção de R$ 39 milhões.

A gestão está antenada no aperfeiçoamento do funcionamento das estruturas e na eficiência da administração pública. “Ao invés do Estado ser essa máquina pesada que só quer benefícios, criando estruturas que pesam no bolso do cidadão, nós queremos que o que arrecadamos possa voltar em benefícios para cidadão”, resumiu o governador.

Participaram do lançamento e balanço os secretários de Estado Wilder Morais (Indústria, Comércio e Serviço), Marcos Cabral (Desenvolvimento Social), Rodney Miranda (Segurança Pública), Ismael Alexandrino (Saúde), Rafael Rahif (Esporte e Lazer), Pedro Sales (Administração), Valéria Torres (Comunicação), Edival Lourenço (Cultura) e tenente-coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar); o chefe de gabinete de Gestão da Governadoria, Lyvio Luciano; os presidentes José Essado (Agrodefesa), Paulo César Reis (Metrobus), Rivael Aguiar (Goiás Fomento), Pedro Leonardo Rezende (Emater), coronel João Batista de Freitas (Ceasa), Elizeth Araújo (ABC interna); o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Dewislon Adelino Mateus; o chefe de Gabinete Flávio Inácio, representando o vice-governador Lincoln Tejota; além outras autoridades.