Foto: Vinícius Schimidt

Governador e BRF anunciam retomada de atividades em Mineiros e investimentos de R$ 89 milhões em Goiás

Recursos vão beneficiar, principalmente, as cidades de Mineiros, Rio Verde e Buriti Alegre, e devem gerar, até metade do ano que vem, mil novos postos de trabalho. Fábrica chegou a paralisar sua produção no ano passado. Com o Estado sob a gestão de Caiado, BRF voltou a funcionar em março e agora retornará à operação normal

Foram necessários apenas dois meses de negociação para que o governador Ronaldo Caiado conseguisse dar a notícia que toda a população de Mineiros aguardava com muita ansiedade. A BRF Alimentos, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, que surgiu com a fusão das marcas Sadias e Perdigão, volta a operar na cidade do Sudoeste Goiano. Em reunião realizada nesta quarta-feira (21/08), no Palácio Pedro Ludovico, governador e executivos da empresa anunciaram investimentos de R$ 89 milhões no Estado e a geração de pelo menos 600 empregos, com possibilidade real de ampliação para mil postos de trabalho, até a metade do ano que vem.

“Temos certeza de que essa notícia de hoje vai criar outro clima na região do Sudoeste Goiano, que viu a BRF interromper as operações em Mineiros, em fevereiro do ano passado, devido à crise do setor com o fechamento do mercado europeu. Estamos vendo, no nosso Estado, o ressurgimento de todo o potencial dessa empresa, que tem história e reconhecimento internacional”, pontuou o governador.

O diretor-presidente da BRF Alimentos, que veio a Goiás pessoalmente para fazer o anúncio, disse que a segurança que o novo governo inspira, com uma conduta transparente, foi determinante para que a empresa deslocasse toda a produção de chester, que era feita em outro Estado, para Mineiros. “Nossa parceria com Goiás avança e se amplia de forma consistente. Hoje temos aqui cerca de 10 mil funcionários”, destacou Lorival Luz.

O movimento de retomada da produção em Mineiros já havia sido iniciado em março, quando a companhia transferiu para a cidade toda a produção de chester, que soma 28,5 mil toneladas. Com o projeto anunciado hoje, a linha de produção de perus em Mineiros, que havia sido paralisada depois do fechamento do mercado europeu às exportações no ano passado, será adaptada para a produção de frangos que abastecerá o mercado nacional. Os abates na unidade vão aumentar em cerca de 120%, saltando de 58 mil toneladas ano atualmente para 128 mil toneladas ano ao fim do projeto.

Os investimentos anunciados vão ainda beneficiar a cidade de Rio Verde, cuja fábrica de rações terá a capacidade de produção aumentada em 30%, e Buriti Alegre, que passará a produzir para o mercado externo. Os recursos a serem injetados no Estado incluem, ainda, os produtores integrados à companhia – mais de 80 deles retornarão às operações da BRF na região.

A BRF mantém, atualmente, quatro unidades de produção de aves, suínos e processados, além de dois centros de distribuição, no Estado. A companhia possui em torno de 10 mil colaboradores diretos e mais de 500 produtores integrados. No total, as fábricas da BRF em Goiás possuem a capacidade de produção de mais de 800 mil toneladas/ano e, além do mercado interno, atendem regiões como África, Américas, Ásia e Oriente Médio.

Também participaram da reunião os secretários estaduais Wilder Morais (Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços) e Antônio Carlos Neto (Agricultura, Pecuária e Abastecimento); o subsecretário de Atração de Investimentos e Negócios, Adonídio Neto; o deputado federal José Mário Schreiner; e pela BRF, além do presidente, o vice-presidente Jurídico Institucional e Compliance, Bruno Ferla; o diretor de Agropecuária, Fábio Stumpf; a diretora de Relações Institucionais, Grazielle Parenti; a diretora de Reputação, Leandra Peres; e a gerente executiva de Relações Institucionais, Ana Carolina Costa Carregaro.