WhatsApp Image 2019-08-31 at 12.05.05

Governador garante que assassino de professor em Águas Lindas será “preso e punido”

Em pronunciamento, Ronaldo Caiado conclamou que comunidade escolar e famílias fortaleçam o diálogo em torno da rotina dos estudantes. Depois, visitou familiares do coordenador Bruno Pires, morto na sexta-feira na escola onde trabalhava

Acompanhado da cúpula da Segurança Pública de Goiás, o governador Ronaldo Caiado esteve em Águas Lindas de Goiás na manhã deste sábado (31/8), ocasião em que garantiu que o autor do homicídio do coordenador pedagógico Bruno Pires de Oliveira será localizado e responderá pelos seus atos. “Esse jovem vai ser preso e punido. Não existe mais crime impune no Estado de Goiás. Esta é a realidade”, pontuou. O professor foi esfaqueado e morto na sexta-feira (30), no Colégio Estadual Machado de Assis.

Consternado, Caiado decretou luto oficial de cinco dias na escola, em memória do coordenador, e prestou condolências aos familiares, colegas de trabalho e alunos. “Nenhuma família merece perder um ente querido dessa maneira tão violenta”, lamentou durante pronunciamento na sede da Coordenação Regional de Educação de Águas Lindas. E afirmou ser inaceitável o desrespeito que docentes estão enfrentando em sala de aula. “Professor não é obrigado a sofrer agressão nem ser violentado por ninguém. Professor precisa ser reconhecido como autoridade. É preciso resgatar esse sentimento, é impossível admitir a quebra da hierarquia.”

Ronaldo Caiado ainda ressaltou a importância do diálogo contínuo entre a comunidade escolar, a família dos estudantes e as forças de segurança, a fim de evitar que tragédias como essa voltem a acontecer. O governador lembrou que o Estado vem conquistado bons índices no que diz respeito à redução da criminalidade, mas que há casos que não é possível prever. Por isso, pediu, “qualquer comportamento agressivo ou de rebeldia que vocês notem, vamos informar ao diretor, ao psicólogo, às autoridades policiais, chamar os pais e sentir o que está ocorrendo”.

E foi além, sobre crimes no ambiente escolar: “É um assunto que nós precisamos ter também a presença do Ministério Público, do Poder Judiciário. É a quatro mãos. Não é apenas o governador do Estado, o secretário de Segurança Pública que vai resolver esse assunto. Não vamos mais admitir isso”. Caiado garantiu ainda que o Estado está dando suporte psicológico aos familiares da vítima, e aos professores e alunos do Colégio Estadual Machado de Assis.

Professora da escola, Elisângela Macedo agradeceu a consideração do governador por estar presente em Águas Lindas nesse momento de luto e pediu maior segurança nas escolas. Em resposta, o governador lembrou que é preciso um trabalho de várias mãos. “Precisamos, cada um aqui, aprendermos com o que aconteceu e refletirmos [para buscar solução].”

Após o pronunciamento, Caiado seguiu para a casa onde Bruno morava para prestar condolências à família e garantir que dará uma resposta ao crime. A inteligência da Segurança Pública, afirmou, já está nas ruas em busca do autor do homicídio. Mãe do professor, dona Graça narrou ao governador os últimos momentos que teve com o filho, na manhã de sexta-feira, ocasião em que tomaram café da manhã juntos. E disse confiar que a justiça será feita.

Acompanharam o governador na visita a Águas Lindas de Goiás o secretário de Estado de Segurança Pública, Rodney Miranda; o prefeito Hildo do Candango; o coordenador Regional de Educação de Águas Lindas, Kris Cleyton Araújo Leite; o subsecretário de Governança Institucional da Secretaria de Estado da Educação, Coronel Avelar Viveiros; o comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Renato Brum; e o delegado-Geral da Polícia Civil, Odair José.