Foto: Lucas Diener

Governador lança Rotas Gastronômicas para fomentar o turismo em Goiás

Com a iniciativa, visitantes terão oportunidade de conhecer o potencial culinário das dez Regiões Turísticas do Estado, gerando emprego e renda aos municípios goianos

Turismo, Regionalização, Sustentabilidade, Inclusão Social e Empreendedorismo. Esses são os cinco pilares do Rotas Gastronômicas, programa de gastronomia do Estado de Goiás lançado, nesta sexta-feira (13/9), no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, pelo governador Ronaldo Caiado e pelo presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, com a presença do vice-governador Lincoln Tejota e do secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Wilder Morais.

“Pessoalmente não vejo outro caminho para dar resposta tão rápida, de oportunidade de emprego e de renda aos municípios, do que as atividades ligadas ao turismo, especialmente a gastronomia, que guia o turismo. Temos isso como exemplo em vários países, principalmente da Europa”, afirmou Caiado.

O objetivo é desenvolver a gastronomia nos municípios goianos, por meio da criação de rotas gastronômicas regionais, onde os visitantes terão a oportunidade de conhecer o potencial culinário das dez Regiões Turísticas do Estado, movimentando a economia. Além disso, o programa vai atuar no resgate de talentos, proporcionando o exercício da cidadania e melhoria da qualidade de vida da população.

Em uma iniciativa inovadora no Estado, os municípios terão apoio na identificação dos produtos e realização de festividades gastronômicas, atividades de roteirização e economia da experiência, para agregar valor aos ingredientes existentes na comunidade. “Toda pessoa que vem conhecer as riquezas de Goiás quer ter a oportunidade de, após a caminhada ou visita, degustar da culinária local ou conhecer um trabalho mais artesanal”, argumentou o governador.

“Esse programa representa muito mais que turismo, prato na mesa e festa. Tudo que apresentamos foi muito bem estudado e vai acontecer do ponto de vista prático. Não são promessas”, garantiu Fabrício Amaral. A antropologia, citou, diz que a gastronomia é a segunda forma mais eficiente de comunicação entre as pessoas. “E gera muito emprego e renda. As empresas geralmente são pequenas, o volume de trabalho é expressivo, o custo benefício é muito rápido. Com certeza, é um dos pilares econômicos do turismo e, no nosso Estado, não é diferente”, concluiu o presidente da Goiás Turismo.

Na solenidade, o governador ganhou doces e trabalhos artesanais trazidos pelos prefeitos das cidades que vão sediar as festas da culinária neste ano. E todos aproveitaram convidar para os festivais que serão realizados em Niquelândia, Silvânia, Goiandira, Cristalina, Santa Rita do Araguaia e Terezópolis.

Oportunidade para os municípios
Anfitrião do Festival Caturama, o 1º Festival Gastronômico da Estrada de Ferro, o prefeito de Silvânia, José Faleiro, parabenizou ao governador Ronaldo Caiado e a Goiás Turismo por interiorizar a cultura e o turismo no Estado. “Esse apoio tem nos dado a oportunidade de promover esses eventos e desenvolver a nossa região, que é muito carente”, afirmou. O festival de Silvânia será realizado de 3 a 5 de outubro.

Nome da estação ferroviária de Silvânia, Caturama é uma expressão indígena que significa “boa viagem”. Esta será a primeira edição do evento, que será realizado de 3 a 5 de outubro. “A expectativa é muito grande, não só do nosso município, mas de toda a região da Estrada de Ferro. Foi feito ali um diagnóstico das comidas típicas e vão ser lançados alguns pratos. Com certeza, vai ser um sucesso total”, José Faleiro.

Desenvolver pelo turismo
O Rotas Gastronômicas faz parte de uma gama de ações do Governo de Goiás, por meio da Goiás Turismo – que é ligada à Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços e à Goiás Fomento. Entre estas ações está o projeto para criação de um crédito especial para o desenvolvimento do turismo regional, que seria incluído no Programa Goiás Empreendedor. Desta forma, seria possível equalizar taxas de juros para o desenvolvimento do turismo regional.

Também foi assinado o termo de cooperação técnica entre o Governo de Goiás e o Ministério Público do Trabalho para divulgar e fortalecer o projeto “Cozinha & Voz”. Outra providência foi o convênio com o Sebrae Goiás para desenvolver ações voltadas à capacitação de lideranças, fortalecimento, governança e o fomento da cultura empreendedora às micro e pequenas empresas do segmento turístico em Goiás.

Estiveram presentes o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho, Thiago Ranieri de Oliveira; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Joaquim de Castro; o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) Wellington Luís Peixoto; os presidentes Rivael Aguiar (Goiás Fomento); Vanusa Valadares (Ceasa); o diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Derly Cunha Fialho; os deputados estaduais Rafael Gouveia, Coronel Adailton Florentino e Paulo Trabalho; a diretora da Agência de Turismo, Eventos e Lazer de Goiânia (Agetul), Pollyanna Campos; os prefeitos Odemir Moreira (Goiandira), José Faleiro (Silvânia), Tânia Salgueiro (Santa Rita do Araguaia), Selma Bastos (cidade de Goiás), Marconni Pimenta (Britânia), Wilmar Ferreira (São Francisco), Célio Fleury (Corumbá de Goiás), João do Léo (Pirenópolis), Francisco de Moura Teixeira Filho (Padre Bernardo), Milena Lopes (Jandaia), Francisco Alves de Sousa (Terezópolis); o vice-prefeito de Trindade, Gleysson Cabriny; Taís Dumente (da Organização Internacional do Trabalho) e Juliana Fachinetto (da Associação Comercial e Agroindustrial de Cristalina).