Foto: Hegon Correa

Em parceria com o Ceará, Goiás vai implantar sistema de monitoramento de investimentos públicos

Tecnologia que visa à racionalização de gastos e ao combate do desperdício de dinheiro foi desenvolvida pelo Governo do Ceará e será compartilhada com o governo goiano

O Governo de Goiás vai implantar, até o final deste ano, uma ferramenta de gestão que integra as políticas públicas de todas as secretarias de Estado e permite ao chefe do Executivo acompanhar e monitorar os projetos e obras em andamento. Batizada de WebMapp, a tecnologia vai ser compartilhada, sem custos, pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Ceará, que desenvolveu o sistema em 2007. O software poderá ser utilizado em solo goiano graças ao termo de cooperação técnica firmado entre a Seplag e a Secretaria-Geral da Governadoria, durante a abertura do 1º Seminário Goiás / Ceará de Boas Práticas Governamentais.

Aberta pelo governador Ronaldo Caiado, a solenidade contou com a participação da primeira-dama Gracinha Caiado, do vice-governador Lincoln Tejota, além de secretários e técnicos do governo goiano. Pelo lado do Ceará, estiveram presentes o secretário-executivo de Planejamento e Orçamento da Seplag, Flávio Ataliba; o deputado federal Mauro Benevides; e outros dez servidores. Ao dar as boas-vindas, Ronaldo Caiado falou sobre a importância da implantação de políticas que contribuam para a redução da pobreza e da diminuição das desigualdades regionais – tema, inclusive, que deu o Nobel da Economia ao trio de pesquisadores Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer,no último dia 14 de outubro.

“Nós temos desenvolvido um forte trabalho aqui neste sentido, realizado pelo Instituto Mauro Borges e pelo Grupo Técnico Social de Goiás (GTS), que criaram uma metodologia para identificar as famílias mais carentes no Estado. Desta forma, nós direcionamos os incentivos do governo para as regiões mais necessitadas e fazemos um atendimento especial em áreas como educação e geração de emprego e renda”, exemplificou Caiado.

O governador ainda reiterou a necessidade do intercâmbio de conhecimento, informações e tecnologias entre os dois governos. “Essa troca de experiências é fundamental. Tenho buscado, junto aos meus colegas governadores, aquelas áreas em que eles avançaram mais, que implantaram modelos que deram certo. E estou impressionado com a expertise do Ceará. Por isso, minha deferência ao governador Camilo Santana”.

Webmapp

De acordo com o secretário-executivo Flávio Ataliba e com o deputado Mauro Benevides, a tecnologia que será implementada em Goiás, após capacitação dos servidores locais, permitirá que o governador Ronaldo Caiado acompanhe todos os investimentos públicos realizados no Estado. “Os secretários passam a despachar com o governador sobre projetos e não mais sobre custeio; este ficará a cargo de um comitê gestor. Se uma política pública não der resultado, ela é tirada do escopo de ações e o dinheiro passa a ser investido em outra área”, explicou Mauro Benevides. Foi graças a esta metodologia que o Ceará alcançou o maior volume de investimento público, de forma proporcional, entre todos os Estados brasileiros: cerca de 3 bilhões por ano.

O articulador do 1º Seminário Goiás/Ceará de Boas Práticas Governamentais, secretário-geral da Governadoria, Fábio Cammarota, falou sobre a importância de compartilhamento e integração de sistemas que têm se mostrado exitosos em outras partes do País. Já o vice-governador Lincoln Tejota ressaltou a premência que todos os governos têm de recuperar a credibilidade junto à opinião pública. Para ele, uma das alternativas é, justamente, o intercâmbio das melhores práticas de gestão.

Seminário

O evento, que terá duração de dois dias e cuja segunda edição já foi anunciada para ser realizada em Fortaleza, tem o objetivo de identificar metodologias e sistemas de monitoramento de políticas públicas para acompanhar projetos prioritários e tornar mais eficientes os serviços públicos.

Nesta segunda-feira, 21, foram conduzidos painéis por gestores e técnicos, do Ceará e de Goiás, da Secretaria-Geral da Governadoria, Secretaria da Economia, Instituto Mauro Borges, Secretaria da Administração, Secretaria da Educação, Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e da Governadoria. Para amanhã, 22, as atividades seguem com oficinas em três eixos: Avaliação Executiva nas Políticas Públicas; Transformação Digital e Webmapp.

Também participaram da solenidade de abertura do seminário os secretários Cristiane Schmidt (Economia); Adriano da Rocha Lima (Desenvolvimento Econômico e Inovação); Rodney Miranda (Segurança Pública); Henrique Ziller (Controladoria-Geral); Bruno D’Abadia (Administração); Valéria Torres (Comunicação); Wilder Morais (Indústria, Comércio e Serviços); Fátima Gaviolli (Educação); coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar); coronel Wellington Urzêda (diretor-geral da Administração Penitenciária); Odair Soares (delegado-geral da Polícia Civil); Lívio Luciano (chefe de gabinete de Gestão da Governadoria); e os presidentes Pedro Sales (Goinfra); e Vanuza Valadares (Ceasa).