Foto: Vinícius Schmidt

Governo de Goiás lança movimento para exaltar o amor de ser goiano

No evento, secretária da Comunicação Valéria Torres apresentou seu sucessor, Marcos Silva. Transição ocorre em sintonia e com acompanhamento do governador Ronaldo Caiado

Nada resume tão bem o movimento lançado na noite desta sexta-feira (20/12) quanto seu próprio nome: “Meu Amor por Goiás”. É com espírito de enaltecer o orgulho que o goiano tem da sua terra, e de tudo de bom que há nela, que o Governo de Goiás deu o pontapé inicial em um movimento para dar forma, cores e letras a esse sentimento. Trata-se de uma série de artes assinadas, em sua maioria, por Alexandre Camaleão, e que passam a ser de domínio público. A partir delas, as pessoas podem produdizir o que quiserem: camisetas, adesivos, artigos de decoração, presentes para entes queridos. Mas este é só o começo.

Em noite de encontro com imprensa e formadores de opinião, no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), o governador Ronaldo Caiado e a secretária de Comunicação, Valéria Torres, apresentaram detalhes da iniciativa. Não é uma ação de governo, mas um “empurrãozinho” para que as pessoas se apropriem da ideia e a conduzam, transformando da forma como quiserem. “É para despertar o gesto da goianidade, porque hora alguma ele pode ser diminuído. Esse sentimento é fundamental para a sobrevivência do Estado”, definiu Caiado.

Idealizadora, a titular da Secom explicou que a proposta surgiu a partir da própria experiência que teve com os goianos quando mudou-se para cá. Segundo a pernambucana, o acolhimento, os hábitos e o orgulho que as pessoas têm do Estado comovem. Disse ainda que Caiado foi um grande inspirador, por trabalhar com tanta paixão, honestidade e zelo, sempre com foco no bem-estar de cada goiano. “É acreditando na importância social desse sentimento, de amar a sua terra, que a gente lançou essa campanha”, disse.

Valéria citou um diálogo da República de Platão – “Se houvesse o amor, as leis não seriam necessárias” – para expressar seu desejo de que o movimento seja abraçado pela população, e que cresça. “A ideia é que as pessoas passem a vestir os símbolos de Goiás. Quando a gente ama, a gente cuida, protege, quer ver prosperar, a gente não deixa as pessoas fazerem mal. Em Goiás esse amor está à flor da pele. E ele deve aflorar em todo mundo”, convocou.

O governador rendeu elogios à secretária por, ao longo de 2019, ter lançado campanhas tão humanas, e que fortalecem o vínculo entre população e Estado. Citou, como exemplo, o Cidadão Herói, uma honraria concedida a pessoas que fazem a diferença na comunidade onde vivem. “Homenageamos, na quinta-feira, centenas destes heróis anônimos em um evento na Praça Cívica”, lembrou. Para o governador, o ápice da homenagem foi perceber que, diante de todas aquelas pessoas, estava o monumento das Três Raças. É como se todos estivessem ali, juntos, reerguendo o Estado. “Ninguém governa sozinho”, observou.

Coroando a noite tão cheia de goianidade, um quarteto de cordas da Orquestra Filarmônica de Goiás interpretou canções típicas da terra do pequi, a começar pelo Hino de Goiás. No programa “Goiás em canção”, é como se a música narrasse uma história que começou lá atrás, com antepassados, e tem se fortalecido com o passar dos anos. Completaram o repertório Balada Goiana, músicas da Cavalhada de Santa Cruz de Goiás, Araguaia, Eu Juro, e Noites Goianas.

Fauna, flora, costumes e mais
As artes do movimento “Meu Amor por Goiás” foram desenvolvidas em sua grande maioria pela AMP Propaganda. Trata-se de uma série de ilustrações, de tamanhos e formas variadas, que retratam muito bem o que é ser goiano. E tudo tem um significado. O verde, azul e amarelo são as cores predominantes e remetem à bandeira do Estado. Na imagem criada como sugestão para etiqueta, uma gíria: “Coisado em Goiás”.

E por falar em coisas ditas somente em Goiás, as expressões carregadas no sotaque ganharam espaço em várias outras situações como, por exemplo: “Corgo, corguim e corgão”, fazendo alusão à forma como o goiano fala “córrego”; “Arvre, arvrinha e arvrona”; “Como diz o oto”; “Jantinha ou espetin?” e “Goiano do pé rachado”.

Há também uma homenagem à fauna e à flora de Goiás. Nesses casos, é possível perceber a presença marcante de peixe, lobo-guará, onça-pintada, ipê, pequi e pamonha. E, como não poderiam faltar, os pontos turísticos que atraem gente de outros estados e até países. Algumas ilustrações mostram contornos que remetem às janelas dos casarões coloniais, tão comuns em cidades históricas como Pirenópolis e a antiga Vila Boa, bem como as cachoeiras e belezas naturais do Cerrado.

Todo o conteúdo produzido para o lançamento do “Meu Amor por Goiás” pode ser baixado gratuitamente acessando o site da Secom: http://www.comunicacao.go.gov.br/amor-por-goi%C3%A1s.html . Em breve também estará disponível uma plataforma on-line colaborativa. A partir dela, as pessoas poderão não só ter acesso às ilustrações, como criar as suas e compartilhar para que outras pessoas utilizem. A agência Box Propaganda já deu sua contribuição, com a série “Goiás é Goiás”.

Além de despertar o sentimento de valorização do amor ao Estado, o movimento lançado pelo Governo de Goiás abre espaço para o empreendedorismo. Isso porque é possível desenvolver uma série de produtos a partir das ilustrações tipicamente goianas, tornando-se um negócio rentável e girando a economia na região onde a ideia for colocada em prática. É também, portanto, um convite à inovação. “Não é uma campanha de governo, mas uma ação de Estado. A ideia é que o #MeuAmorPorGoiás seja um movimento abraçado por todos. Esperamos que as pessoas se apaixonem por essas artes e vistam suas camisetas, e que os turistas que vêm a Goiás possam sair daqui levando lembranças especiais, bonitas, sofisticadas”, comenta Valéria Torres.

Transição da Secom

Em meio ao lançamento da ação “Meu Amor por Goiás”, a secretária de Comunicação Valéria Torres fez um breve balanço de sua passagem pelo governo, cujo ciclo se encerra neste fim de ano. Ao governador, ela endereçou palavras de gratidão e admiração. “Nunca conheci um homem público que, no exercício do poder, tivesse tanta envergadura moral, tanta coragem e seriedade”, relatou. “Esse é um governo transparente, responsável e efetivamente comprometido em colocar o Estado a serviço do cidadão.”

Na sequência, Valéria chamou ao palco o seu sucessor, Marcos Silva, que assumirá a pasta a partir de janeiro. A secretária informou que já há alguns dias ambos vêm dialogando, e que a transição de cargo está ocorrendo com a maior tranquilidade possível. Em resposta, o futuro titular da Secom garantiu que dará continuidade ao que vinha sendo conduzido por Valéria. “Vamos desenvolver um trabalho de excelência”, adiantou.

Marcos agradeceu a Caiado o convite de liderar a Secom, e o classificou como desafio. Na oportunidade, fez um compromisso: “Vamos levar, não só para o Estado de Goiás, mas para todo o País e para o mundo, as coisas boas desta terra. Todas as notícias boas, as ações positivas do governo.”

Nas palavras do governador, Valéria e Marcos estão “navegando na mesma velocidade”, e concluindo uma boa transição. “Quero dizer a você, Valéria, que todos nós goianos nos sentimos extremamente honrados de ter você aqui esse tempo todo. E sei que um pedaço grande do seu coração está aqui e vai continuar por muitos anos em Goiás”, disse à auxiliar que está de saída. “E, ao Marcos, desejo toda a garra e determinação”, concluiu.

Além de jornalistas, digital influencers, publicitários, representantes de segmentos empresariais e do trade turístico, participaram do evento os secretários de Estado Adriano Baldy (Cultura), Antônio Carlos de Souza Lima Neto (Agricultura, Pecuária e Abastecimento); além de Euclides Barbo (Juceg), Pedro Henrique Sales (Goinfra); José Roberto Borges da Rocha Leão (ABC); Fabrício Amaral (Goiás Turismo); Vanuza Valadares (Ceasa); e Gilvan Cândido da Silva (GoiásPrev). A Superintendente do Centro Cultural Oscar Niemeyer, Mara Públio Veiga Jardim, não apenas esteve presente como organizou todo o evento, juntamente com a Secom.