Foto: Octacilio Queiroz

Saneago renova com Prefeitura de Goiânia por 30 anos e prevê investimento total de R$ 3,4 bilhões na Capital

Governador Ronaldo Caiado ressaltou importância social da parceria, que possibilita à empresa levar serviços de água tratada e saneamento aos municípios mais carentes do Estado. “Este é o contrato mais importante assinado com o Governo de Goiás, e salva a Saneago”, diz

Os serviços de fornecimento de água tratada e esgotamento sanitário em Goiânia permanecem por mais 30 anos sob a responsabilidade da Saneago, que, em contrapartida, deverá investir, neste tempo, R$ 3,4 bilhões na Capital, seguindo um planejamento orientado pelo Plano Municipal de Saneamento Básico, com metas e prazos bem definidos. É o que estabelece o contrato da concessão renovado nesta terça-feira (17/12) entre o Governo de Goiás e a Prefeitura de Goiânia.

A assinatura ocorreu no Paço Municipal, com a presença do governador Ronaldo Caiado, do prefeito Iris Rezende e do presidente da Saneago, Ricardo Soavinski. Em discurso, Caiado destacou a função social que a renovação propicia ao permitir que a Saneago tenha condições de investir e levar serviços a diversos municípios goianos.

“Este é o contrato mais importante assinado com o Governo de Goiás, e salva a Saneago”, ressaltou Ronaldo Caiado. Segundo ele, a renovação obriga a empresa investir, nos próximos cinco anos, R$ 1 bilhão. “Isso é para demonstrar o quanto o programa foi bem elaborado com toda a estrutura técnica da Prefeitura e da Saneago, onde houve concordância com todo o planejamento da cidade de Goiânia”, salientou.

Entre as medidas previstas para melhorar o serviço na Capital estão a ampliação de reservatórios, integração entre os sistemas produtores do Meia Ponte e João Leite. Entre as metas e ações na área de esgotamento estão a melhoria da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Hélio Seixo de Brito, ampliação da ETE do Parque Atheneu, correto tratamento e destinação dos efluentes e manutenção e adequações do sistema para universalização do serviço. Para o setor de abastecimento estão previstas a ampliação da vazão do sistema produtor Mauro Borges para seis mil litros por segundo, finalização do linhão entre Goiânia e Aparecida de Goiânia, alternativas estratégicas de manobras entre os sistemas e novas alternativas de captação de reservação de água.

Social
O governador Ronaldo Caiado ressaltou que o contrato com a Prefeitura de Goiânia viabiliza a condição social da Saneago, que, com a concessão, passa a ter capacidade para investir e atender melhor os municípios mais carentes de Goiás, onde a população não tem poder aquisitivo nem condições de arcar com as despesas de esgoto e água tratada. “Quem ia se responsabilizar pelos outros 160 municípios de Goiás que não são rentáveis?”, questionou Caiado, afirmando que Iris Rezende não apenas assinou contrato, “vossa excelência, com sua equipe e um trabalho da Saneago, salvou a empresa e garantiu o serviço para diversos municípios”, afirmou.

O prefeito Iris Rezende agradeceu a cortesia do governador Ronaldo Caiado em promover o evento no Paço Municipal, o que para ele é uma demonstração de apreço, respeito e consideração. “A assinatura deste contrato acontece movida pelo espírito público do governador e da prefeitura. Dando garantia à população de que a questão de saneamento básico e água tratada não serão problemas para a população”, ressaltou.

De acordo com o prefeito, com renovação Goiânia irá receber montantes expressivos. “O contrato estabelece que o governo dará à prefeitura, de início, R$ 140 milhões e, caso a Saneago venha a vender 49% das ações, a empresa concederá dará ao município mais R$ 160 milhões. De forma que a prefeitura ficou super garantida. E isso não foi a pedido da prefeitura, foi pelo espírito público do governador e pelo respeito que ele tem por Goiânia”, salientou.

Confiança
Segundo Iris, o governador não criou um problema sequer para assinar o contrato de concessão. “O que a prefeitura pediu, ele concedeu”, afirmou. Com o contrato anterior, diz o prefeito, a participação da prefeitura era reduzida, sem ter vantagens. “As ruas eram mexidas, abertas, e o que a prefeitura recebia? Agora vamos ter da Saneago, uma fonte de renda para os problemas sociais da cidade. Tenho que reconhecer o espírito público do governador Caiado, o respeito que ele dispensa à administração municipal e a confiança que publicamente ele demonstra. Estou certo que ao termos o Governo de Goiás e a Prefeitura de Goiânia de mãos dadas, vamos realizar 10, 20 vezes mais do que se não contasse com a participação do governo estadual”, emendou.

O vice-governador Lincoln Tejota destacou que a assinatura constrói dias melhores e demonstra uma política madura. “É o desprendimento das vontades pessoais em detrimento da vontade da nossa população. É fazer uma gestão que não vai de encontro à população, mas vai ao encontro, abraça o nosso povo. Com capacidade técnica, sensibilidade de poder entender que somente juntos, desprendidos de vaidade, munidos de um desejo de entrega para população, é que vamos mudar e conseguir construir dias melhores”, destacou.

O presidente da Agência de Regulação Municipal da Prefeitura de Goiânia (ARG), Paulo Cesar Pereira, alegou que a renovação fortalece a Saneago e a administração municipal deixa um legado de compromisso e cuidado com a população. “Isso assegura o direito constitucional do cidadão, que é o acesso aos serviços de saneamento básico com qualidade”, ressaltou. Ele também destacou o trabalho conjunto entre as duas administrações. “É muito bom um cidadão goianiense ver governador e prefeito sentados à mesma mesa, olhando em uma mesma direção, com igual preocupação, porque o que interessa é o que interessa a população”, acrescentou.

O presidente da Saneago festejou a assinatura do contrato e disse que isso foi possível graças ao empenho técnico do prefeito Iris e sua equipe, que trabalharam na elaboração de um plano municipal muito bem feito, e que vai nortear o plano de gestão da Saneago e as ações da companhia nos próximos 30 anos. Soavinski ressaltou que Goiânia tem segundo menor índice de perdas de água e está no topo do ranking nacional como a melhor empresa por possuir os menores índices de perda no País.

Ele disse que agora a empresa tem como meta garantir o abastecimento de água para a população. “Neste ano de 2019, apesar de passarmos por um dos mais longos períodos de estiagem na história de Goiás, não faltou água para ninguém na Grande Goiânia. E já estamos tomando medidas para garantir o abastecimento durante a estiagem de 2020”, garantiu.

Para isso, a Saneago está licitando obras para integrar totalmente os sistemas produtores em Goiânia. O presidente disse também que a estatal – com o apoio do Estado, Secretaria de Meio Ambiente e a prefeitura – trabalha pela recuperação e preservação dos mananciais de abastecimento público, para garantir água em quantidade e qualidade para a população. “Temos certeza de que a Saneago tem a capacidade técnica e financeira para cumprir tudo o que está previsto no contrato. Com o devido acompanhamento por meio da ARG, a companhia vai prestar um serviço de excelência a toda a população goianiense”, finalizou.

Investimentos
O novo contrato prevê investimentos nos sistemas de água e esgotamento sanitário na capital. Parte deles já está com os projetos prontos e em fase de licitação, para que seja possível ampliar, nesse período inicial, os índices de atendimento para 100% no serviço de água tratada e 88% para o serviço de esgotamento sanitário no município, cuja meta de universalização deve acontecer até o ano de 2031.

Estiveram presentes os presidentes Pedro Sales (Goinfra), Eurípedes do Carmo (Agehab), Paulo César Reis (Metrobus), Denes Pereira (Iquego) e Sílvio Fernandes (Ipasgo); os secretários Andréa Vulcanis (Meio Ambiente), Wilder Morais (Indústria, Comércio e Serviços), Adriano da Rocha Lima (Desenvolvimento Econômico e Inovação), Antônio Carlos de Souza Lima Neto (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Adriano Baldy (Cultura), Lívio Luciano (chefe de Gabinete de Gestão da Governadoria) e o secretário municipal de Governo, Paulo Ortegal.