Foto: Hegon Côrrea

Em Posse, governador garante inauguração da Policlínica em fevereiro: “Será a mais moderna que vou construir no Estado de Goiás”

Caiado faz convite ao presidente Jair Bolsonaro para acompanhar a abertura da unidade. OS que vai gerir centro de saúde deve ser definida até o final de janeiro

“Essa vinda hoje é para trabalhar, para fazer as coisas acontecerem. Vamos apertar para valer agora. Temos que entregar essa obra em fevereiro”, afirmou o governador Ronaldo Caiado em visita à Policlínica de Posse neste sábado (11/01). Localizada no Nordeste Goiano, a unidade de saúde reunirá 19 especialidades médicas. Com o objetivo de dar mais qualidade de saúde ao cidadão e regionalizar o atendimento médico no Estado, a nova unidade do Governo de Goiás oferecerá cerca de 10 mil consultas e 25 mil exames de diagnóstico por mês, o que vai oportunizar atender, no mínimo, 31 municípios do Nordeste goiano.

“Essa estrutura será a mais moderna que vou construir no Estado de Goiás. Ela tem ressonância magnética, que não tem em nenhum dos hospitais da região, vai ter toda a aparelhagem cardiológica, de radiologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, pediatria e ortopedia”, destacou o governador. Além disso, Caiado planeja disponibilizar ônibus e vans para buscar os pacientes em casa e levar até a Policlínica, com hora marcada, para dar mais dignidade ao cidadão que tanto precisa da saúde pública.

Acompanhado de secretários de Estado, deputados estaduais e federais, o governador vistoriou todo o espaço da Policlínica e anunciou que a inauguração já está definida para o final de fevereiro. Toda estrutura física está pronta e a construtora finaliza em breve a sala anexa ao prédio principal que irá abrigar todos os equipamentos de ressonância magnética. A previsão é terminar até o final deste mês. A unidade também já abriga outros aparelhos de imagens, como raio-x e ultrassonografia, que devem ser instalados até fevereiro.

Aproveitando a visita, Caiado ainda fez um convite ao presidente da República, Jair Bolsonaro, para que visite o Estado pela sétima vez. “O presidente Bolsonaro tem nos apoiado e nos ajudado muito. Ele já esteve em Goiás ano passado seis vezes e eu quero ver se ele inicia o ano de 2020 aqui na cidade de Posse”. Em vídeo destinado às redes sociais, o governador direcionou a fala para Bolsonaro: “Presidente, você não está só convidado como está convocado para inaugurar a primeira Policlínica da região mais carente de Goiás, no Nordeste goiano”.

Organização Social
A Secretaria Estadual de Saúde também já lançou o edital para contratar a Organização Social (OS) que ficará responsável pela gestão da unidade. “Fizemos o chamamento no final de novembro. As propostas já foram todas apresentadas e temos sete OSs que estão concorrendo no edital. Agora, estamos na fase de análise dessas propostas”, explicou o secretário Ismael Alexandrino. A previsão é que nos próximos 20 dias saia o resultado da seleção.

Caiado também reforçou que a Policlínica de Posse dará continuidade a uma ação do governo que é descentralização dos atendimentos em Goiânia. Assim como Posse, outras duas unidades, de Goianésia e Quirinópolis, devem ser entregues ainda no primeiro semestre. Lembrando que a regionalização do atendimento na saúde pública é uma política empregada pelo Governo Caiado deste o ano passado, quando 58 novos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) adulto foram abertos somente no interior, nas cidades de Jataí, cidade de Goiás, Ceres, Catalão e Nerópolis.

“Um compromisso que temos em nosso governo é o de combater as desigualdades regionais”, disse o governador. Ele pontuou que na região do Nordeste goiano quem precisa de hemodiálise ou UTI tem que percorrer até 700 quilômetros. “É uma situação desumana, não ter exame, médico especialista em toda essa região. É inaceitável continuarmos assim, sem que o cidadão tenha condições de tratamento digno”, ressaltou Caiado.

Bancada goiana
A visita a Posse foi acompanhada de várias lideranças políticas, que também contribuíram com o repasse de recursos para unidade de saúde. “Só nessa última remessa foram R$ 39 milhões de recursos da bancada federal para a compra de equipamentos. Temos ajudado e atuado junto aos ministérios, fortalecendo as demandas do governador, que tem um excelente trânsito com os ministros”, destacou a deputada federal e líder da bancada goiana no Congresso Nacional, Flávia Morais.

A gestão inteligente do chefe do executivo foi elogiada pelo deputado estadual Paulo Trabalho. Ele disse que o Nordeste esteve por décadas esquecido e abandonado, especialmente com relação à área da saúde. “É uma jogada de mestre, de muita eficiência e gestão trabalhar para regionalizar a saúde. É a medida mais inteligente porque resolve o problema local, nas regiões e também desafoga a capital”, pontuou. O deputado disse que pelo fato de Caiado ser médico tem essa sensibilidade e faz gestão.

Participaram da visita à Policlínica de Posse os secretários Wilder Morais (Indústria, Comércio e Serviços) e Fábio Cammarota (Governadoria); o presidente da Goinfra, Pedro Sales; os deputados federais Major Victor Hugo e José Nelto, além do deputado estadual Iso Moreira.

Estrutura
A Policlínica de Posse tem 3.775 m²de área construída e dispõe de recepções, salas de espera, 26 consultórios, 16 salas para exames, posto de coleta do laboratório, farmácia, posto de enfermagem, central de esterilização de material, além de salas destinadas à administração. A unidade está localizada à Avenida Juscelino Kubitscheck de Oliveira, setor Buenos Aires. Funcionará de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas.

A unidade prestará serviços, consultas, exames e procedimentos médicos nas áreas de clínica geral, colonoscopia, endoscopia, ultrassom, raio-x, mamografia, tomografia, densitometria, laboratório clínico, fisiatria, endocrinologia, nutrição, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, acupuntura, ortopedia, fisioterapia, neurologia, otorrinolaringologia, eletroneuromiografia, eletroencefalografia, alergologia, dermatologia, curativos, ergonometria, holter, cardiologia, ecocardiograma, eletrocardiograma, oftalmologia, urologia, colposcopia, audiometria, impedanciometria, obstetrícia de alto risco, ressonância nuclear magnética e hemodiálise.