WhatsApp Image 2020-02-23 at 15.10.57

“A solidariedade vence o medo”, enfatiza Caiado em fim de quarentena dos repatriados, em Anápolis

O governador participou, na Base Aérea, da liberação dos 58 brasileiros que ficaram em isolamento por 14 dias. Exames constataram que nenhum deles está com o novo coronavírus

Alegria e alívio marcaram o fim de semana de Carnaval dos 58 brasileiros e seus familiares que permaneceram 14 dias em quarentena na Base Aérea de Anápolis Otávio Lage de Siqueira, após terem vindos de Wuhan, na China. Depois de o último exame, realizado pelo Laboratório Central do Estado de Goiás (Lacen), constatar que nenhum repatriado nem a equipe que participou da operação ter sido infectado pelo novo coronavírus, todos foram liberados neste domingo (23/02), seguindo o protocolo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ao receber os repatriados na saída da quarentena, o governador Ronaldo Caiado, que desde o primeiro momento deu total apoio à operação e foi favorável a recebê-los em solo goiano, afirmou que a Operação Regresso deixa um grande legado para Anápolis e para Goiás. “Prevaleceu a tese que a solidariedade vence o medo”, frisou. A volta de todos para casa, ressaltou Caiado, é um momento especial, “de arrepiar e encher os olhos de água”.

A saída da China ocorreu no dia 5 de fevereiro, durante a chamada Operação Regresso, que envolveu dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e 24 profissionais. Foram repatriados 34 brasileiros e seus familiares, que estavam no epicentro do surto do novo coronavírus.

Caiado cumprimentou cada um dos repatriados. “O goiano é um povo acolhedor e não tem o vírus do preconceito. [Tivemos] a posição acolhedora de dizer que Goiás jamais faltou com o Brasil e jamais faltaria aos brasileiros. Isso foi um exemplo de cidadania, solidariedade e de amor ao próximo. Ficará marcado eternamente na cidade de Anápolis esse gesto”, garantiu. O governador estava acompanhado pelo secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, e pelo prefeito de Anápolis, Roberto Naves.

Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva apontou que o sentimento é de agradecimento pelo envolvimento de todas as esferas de Poder na repatriação. “Quero agradecer a ajuda, a compreensão e a prestimosa ajuda do Governo de Goiás, do governador Caiado, da prefeitura de Anápolis, nosso prefeito Naves. Hoje temos um sentimento de muito orgulho pelo resultado da operação muito bem-sucedida, pela presteza, rapidez e pelo alívio de nossos 34 brasileiros e mais os 24 que participaram da operação. Temos o alívio do resultado definitivo com todos os exames negativo, e eles (repatriados) embarcando para voltar para suas residências, para seus lares”, sublinhou Azevedo.

Antes do embarque dos repatriados, uma cerimônia na Base Aérea marcou o fim do isolamento. Evento cheio de emoção e homenagens aos profissionais envolvidos no trabalho de regresso. O estudante Caleb Guerra, 28, comemorou a saída. “A gente está superfeliz. Quero mandar um beijo para os meus pais e para minha irmã”, disse antes de embarcar em uma das aeronaves da FAB. Outro estudante, Alefy Medeiros, 26, falou da ansiedade para chegar em casa. “A família está doida para falar com a gente. Todo mundo reunido por conta do Carnaval e agora só falta a gente. Foram ótimos [dias], muito além da expectativa. Estamos muito gratos”, disse, entusiasmado.

Ação integrada
A parceria dos governos de Goiás e Federal foi destacada pelo secretário de Saúde, Ismael Alexandrino. Ele agradeceu os servidores do Lacen que trabalharam diretamente na coleta de material para realização dos exames com atenção e cuidados aos pacientes “O Estado de Goiás foi reconhecido nacionalmente por conduzir todo esse processo de forma técnica, segura, sem qualquer tipo de alarde. Sem menosprezar o risco, mas também de forma a passar segurança e serenidade para a população”, assegurou.

O prefeito Roberto Naves destacou que a Base Aérea de Anápolis passou no teste, mostrando que, além de ser um grande centro de defesa, deu exemplo de solidariedade. “Fizemos aquilo que queremos que seja feito por nós. Gostaria de agradecer e parabenizar o presidente Jair Bolsonaro, o governador Ronaldo Caiado e todos os envolvidos nessa grande operação”, destacou.

Por volta de meio-dia todos os repatriados já estavam embarcados e a caminho de casa. O trabalho envolveu duas aeronaves da Força Aérea Brasileira, aproveitando o transporte logístico de materiais e militares. Os repatriados terão como destino oito Estados, além do Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Pará, Maranhão e Rio Grande do Norte.