WhatsApp Image 2020-02-17 at 19.42.14

Caiado defende relação com a Assembleia pautada pela transparência e com foco no cidadão

Governador elencou desafios para 2020 e destacou que este será o ano da Saúde. A primeira grande ação na área será a inauguração da Policlínica de Posse, ainda neste mês

O governador Ronaldo Caiado participou, na tarde desta segunda-feira (17/2), da instalação da segunda sessão legislativa ordinária da 19ª Legislatura da Assembleia Legislativa. Na ocasião, convocou representantes de todos os Poderes constituídos a estarem atentos aos anseios da população. “Quero trazer a mensagem de colocar o Estado à inteira disposição dos senhores que queiram achar soluções, que queiram trazer resultados para contribuir com a reconstrução de Goiás”, salientou.

Caiado reforçou aos parlamentares a importância de trabalharem com espírito de união. “Vamos continuar com o mesmo objetivo, com a mesma determinação, ou seja, fazer com que haja uma sintonia enorme diante dos desafios que existem para governar”, afirmou, enaltecendo a importância da integração por melhores resultados para a população, respeitando a independência da Casa de Leis.

Durante o discurso no plenário Getulino Artiaga, o governador ressaltou a transparência como um dos pilares mais sólidos de sua gestão. Diante disso, garantiu aos deputados que todos têm acesso a qualquer levantamento referente às contas do Estado. “Não tenho nada a esconder. Meu compromisso é com minha consciência e com o povo do meu Estado de Goiás.” O que o move, completou, “é garantir a qualidade de vida das pessoas e acabar com as desigualdades regionais”.

Caiado criticou gestores que fazem da administração pública um verdadeiro balcão de negócios. Segundo ele, o cargo executivo é um espaço para que o governante assuma um espírito público e retribua, 24 horas por dia, a confiança depositada pelas pessoas nas urnas. “Mesmo a oposição reconhece que o único motivo que me leva à prática política é de fazer o meu Estado ser referência nacional, e nós vamos conseguir isso”, pontuou.

Líder do governo na Casa, o deputado Bruno Peixoto parabenizou a coragem que Caiado teve de vislumbrar um futuro de ordem e progresso, quando a realidade no Estado era oposta a isso. “Já estamos colhendo resultados positivos de sua gestão”, frisou ao citar exemplos como na Segurança Pública, quando extinguiu o soldado de 3ª classe e melhorou os índices de criminalidade; na Economia, ao enxugar despesas da máquina pública e promover a geração de emprego e renda. “Esse gestor forte e competente destravou o desenvolvimento do Estado”, ressaltou.

Peixoto lembrou ainda que os parlamentares goianos tiveram papel fundamental nesse avanço do Estado ao longo de 2019, quando votaram diversos projetos importantes. “Essa Casa contribuiu muito para as mudanças significativas e nem sempre populares, mas que garantem um futuro seguro, estável e próspero a todos”, disse. “A nossa união e o nosso apoio ao governo que vai ditar os rumos do Estado. Parabéns à base do governo, que dedica sua vida em servir ao próximo”, completou o parlamentar.

Já o presidente da Casa, Lissauer Vieira, declarou, durante entrevista coletiva, que 2020 tende a ser um ano mais tranquilo, porém, de muito trabalho. “Amanhã (terça-feira) nós já vamos deliberar algumas matérias importantes em plenário, como alguns vetos da governadoria”, avaliou. Os trabalhos legislativos começam nesta terça-feira (18/2). Entre os projetos em pauta está a encampação da Enel.

Ano da Saúde
No discurso endereçado aos parlamentares, o governador aproveitou para falar sobre os planos para este ano. “Temos que eleger prioridades. E nossa prioridade esse ano será a saúde do goiano”, garantiu. O marco inicial será no próximo dia 28 de fevereiro, quando o governador vai inaugurar a primeira Policlínica do Estado, em Posse. “Será a primeira das quatro que vamos entregar neste ano”, enfatizou ao convidar os deputados para a abertura da unidade.

Compromisso de campanha de Caiado, as Policlínicas são a aposta do Governo de Goiás para concluir mais uma etapa da regionalização da saúde. Com elas, as pessoas poderão ser assistidas por médicos capacitados em sua própria região, sem precisar percorrer longas distâncias em busca de diagnóstico ou tratamento. No caso de Posse, a unidade contará com 19 especialidades, com capacidade para 10 mil consultas e 25 mil exames de diagnóstico por mês. Isso vai oportunizar atender, no mínimo, 31 municípios da região.

Caiado mencionou os novos leitos de UTI que foram abertos pelo interior nos últimos meses. Também agradeceu publicamente o apoio que vem recebendo do governo federal. “Só temos Goiânia, Anápolis e Aparecida como cidades com média e alta complexidade. Criar uma regionalização capaz de atender os outros 243 municípios é um trabalho hercúleo. Agora, tendo apoio do presidente e do ministro da Saúde, acredito que vamos avançar muito”.

Ao eleger 2020 como o ano da Saúde, o governador disse não significar que as outras áreas serão esquecidas. Pelo contrário, todas vão continuar caminhando em sintonia. É o caso, por exemplo, da Segurança Pública. Se no ano passado os índices de criminalidade reduziram e a polícia ganhou autonomia para trabalhar, este ano os esforços seguirão na mesma direção. Caiado também falou de outros avanços já conquistados, como a reforma de escolas; a atração de empresas para regiões menos desenvolvidas; e o pente-fino que colocou fim a diversas irregularidades no Detran, por exemplo.

Participaram da mesa de autoridades o vice-governador Lincoln Tejota; o presidente do Tribunal de Justiça (TJ-GO), desembargador Walter Carlos Lemes; o presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Urias Garcia Júnior, representando o prefeito de Goiânia, Iris Rezende; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO), conselheiro Joaquim Alves de Castro; o procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi e o defensor público-geral do Estado, Domilson Rabelo.

Estiveram presentes, ainda, o secretário de Governo, Ernesto Roller; o chefe de Gabinete e Gestão do Governador, Livio Luciano; o superintendente de Legislação, Atos Oficiais e Assuntos Técnicos da Casa Civil, Alan Farias Tavares; o ouvidor do Poder Judiciário, desembargador Carlos Alberto França; o diretor-geral de Administração Penitenciária, Coronel Wellington de Urzêda Mota; o presidente do Ipasgo, Sandro Antônio Fernandes Filho; e o presidente da Goiásprev, Gilvan Cândido da Silva.