WhatsApp Image 2020-03-06 at 15.02.14

”Mulheres são maioria e ocupam posições de destaque na gestão estadual”, diz Caiado

Governo de Goiás lançou cronograma de ações unificadas para todo o mês de março, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no domingo, 8

Uma manhã com música e emoção totalmente dedicada a elas: mães, companheiras, amigas, irmãs, servidoras, profissionais, batalhadoras. Com o intuito de refletir sobre o protagonismo feminino, as conquistas das mulheres e seus novos desafios, o Governo de Goiás lançou, na manhã desta sexta-feira (6/3), a programação oficial do Mês da Mulher. “A mulher é referência e cada vez mais conquista um espaço que lhe é de direito. O nosso governo é a prova disso”, destacou o governador.

Com números, Caiado comprovou como a presença feminina é importante para a estrutura administrativa. De um total de 87.251 servidores ativos, 53% são mulheres, sendo 71% das profissionais com curso superior. Elas ocupam 663 postos de chefia e direção em todos os níveis do governo.

Ao elogiar a atuação de todas as servidoras da gestão, o governador fez deferência a cada uma de suas auxiliares do alto escalão: a primeira-dama Gracinha Caiado (Gabinete de Políticas Sociais e Presidente da OVG), Lúcia Vânia (Desenvolvimento Social), Andrea Vulcanis (Meio Ambiente), Cristiane Schmidt (Economia), Fátima Gavioli (Educação), Juliana Diniz (PGE), Vanusa Valadares (Ceasa) e Adryanna Caiado (OVG). “Todas elas são exemplos de dedicação e capacidade realizadora e ocupam posições estratégicas na gestão do Estado”, ressaltou.

Em nome das auxiliares do primeiro escalão, a secretária de Desenvolvimento Social, Lúcia Vânia, discursou fazendo um retrospecto de seus 30 de atuação no Congresso Nacional, que confundem-se com as lutas para garantir que os direitos e os espaços das mulheres fossem consagrados em lei.

“Construímos um amplo arcabouço legal para combatermos a assimetria e violência de gênero. Temos trabalhado para consolidar a cidadania que as mulheres conquistaram na Constituição. Avanços que fizemos, combatendo na sociedade os traços de uma cultura patriarcal, quando não flagrantemente misógina. Infelizmente ainda temos muitas barreiras para uma participação igualitária na sociedade. O maior desafio é cultural e é também esse viés que reduz a efetividade da Lei Maria da Penha. É lamentável que ainda estejamos chorando as mortes de tantas mulheres vítimas de feminicídio”, refletiu Lúcia Vânia.

A secretária elogiou a iniciativa do governador de lançar o Pacto Goiano pelo Fim da Violência contra a Mulher. Também elogiou Caiado por depositar confiança em suas secretárias de Estado.

“É um governador que está à frente do seu tempo, que não titubeou em nenhum momento em trazer mulheres para constituir seu primeiro escalão, entregando as mais importantes pastas de seu governo. Caiado encontrou nestas mulheres parceria, comprometimento e o reconhecimento de que homens e mulheres são iguais em deveres e direitos, em competências e responsabilidades”, afirmou, reconhecendo também o papel da primeira-dama Gracinha neste cenário. “Se o governador tem a confiança de trazer oito mulheres para seu alto escalão, é porque ele tem essa referência forte e competente dentro de casa”, disse.

Emocionada, Gracinha Caiado pontuou que o dia 8 de março é um dia simbólico para ela e para todas as mulheres de Goiás, do Brasil e do mundo. “Nasci mulher e tenho muito orgulho, amo ser mulher. Tenho duas filhas, Maria e Marcela, sem as quais acho que não conseguiria viver. Aprendi com minha mãe e minha tia que não sou diferente dos homens na competência, diferente no trabalho, diferente na determinação”, afirmou.

Gracinha destacou também a luta do governador no combate à violência contra a mulher, e para garantir maior dignidade às goianas. “Como mulher, e hoje como primeira-dama do Estado de Goiás, não desconheço jamais, nem ignoro o problema do feminicídio, da falta de vagas em creches, do desemprego, da diferença de salários entre homens e mulheres, da violência sofrida por muitas mulheres, muitas vezes dentro da sua própria casa. Quando chamo vocês para uma reflexão maior, é porque essas mulheres lutam contra tudo isso não apenas no dia 8 de março, mas durante os 365 dias do ano”, frisou.

Até o próximo dia 31, será cumprido um cronograma de ações unificadas das secretarias e autarquias do governo estadual, para celebrar o mês da mulher e promover a conscientização dos direitos das mulheres.

Mulheres Extraordinárias de Goiás

Quatro mulheres foram homenageadas nesta manhã, por suas histórias inspiradoras, que representam a força da mulher goiana. Entre as homenageadas estava a professora Vani Maria de Paiva, que se comoveu com o reconhecimento. “Estou muito feliz porque realmente nosso trabalho não é fácil. A gente anda no assentamento inteiro a pé, de bicicleta e insiste com as pessoas para poderem aprender”, disse a professora aposentada, que é voluntária no assentamento de Canudos, em Campestre de Goiás. “O conhecimento liberta a pessoa e a gente fica feliz de poder ter essa facilidade em alfabetizar. A gente quer ajudar a construir um mundo melhor para que as pessoas possam viver bem, felizes”, concluiu.

A representante das policiais militares de Goiás, tenente-coronel Kedma Pinheiro Mascarenhas Lemos, conta como foi desafiador ingressar na corporação nos anos 1990. “As pioneiras que abriram as portas facilitaram em termos o nosso ingresso, mas houve muitos desafios, tivemos que provar que somos competentes, de que poderíamos fazer e dar conta do recado”, relatou.

Kedma participou de duas missões de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) em Timor Leste por três anos e integrou a primeira equipe a implantar o modelo de Colégio Estadual da PM-GO. Toda essa trajetória resultou em grandes recompensas. “Depois de 30 anos você poder dizer: ‘Eu fui vista’, isso é bom. O reconhecimento de todo um esforço, do trabalho”.

A jovem Ana Luísa Arantes Negrão também foi homeneageada. Bailarina desde os cinco anos, do corpo de baile do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás (Itego) em Artes Basileu França, Ana Luísa tem extenso currículo de premiações em festivais nacionais e internacionais representando o Estado.

A quarta homenageada, dona Venceslina Pereira Moura, de 80 anos, comoveu a todos os presentes durante o evento. Moradora do Centro de Idosos Sagrada Família da OVG, ela dedicou grande parte da sua vida ao trabalho voluntário, principalmente no auxílio com crianças e adolescentes com dependência química ou em situação de vulnerabilidade.

Durante a solenidade, foi realizada uma apresentação cultural do Quarteto de Cordas da Orquestra Filarmônica de Goiás e apresentada a programação das atividades previstas para todo o mês.

O encerramento da solenidade ficou a cargo do palestrante motivacional Júlio César Franco, considerado um dos 20 melhores do Brasil, com 17 anos de atuação em organizações dos setores público e privado. “Esta é uma data importante para que nós possamos confabular com as mulheres e colocar o valor, a sua especificidade, a magia dessa mulher do século 21”, afirmou Júlio.

Também prestigiaram o evento o vice-governador Lincoln Tejota e sua esposa, vereadora Priscilla Tejota; secretários de Estado e presidentes de agências e autarquias; deputados federais e estaduais, representados por Flávia Morais; o procurador-geral Aylton Vechi; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Joaquim de Castro; a defensora Bruna Xavier, representando a Defensoria Pública-Geral do Estado de Goiás; a cantora Daniela e o violeiro Rômulo, servidores da Polícia Cívil; além das homenageadas, servidoras e servidores do Estado.