luziania

Hospital de Campanha de Luziânia abre na próxima semana, diz Caiado

Governador trabalha com celeridade para garantir atendimento a pacientes de covid-19 no Entorno do DF. Em vistoria a unidade, Caiado anunciou a entrega de respiradores que vai possibilitar início do atendimento à população

O Hospital de Campanha de Luziânia deve começar a funcionar na próxima semana. A unidade recebeu 11 respiradores do Governo de Goiás e, inicialmente, terá 20 leitos de UTI. Em visita ao município, na noite desta quinta-feira (14), o governador Ronaldo Caiado vistoriou a unidade e disse que tem trabalhado com celeridade para a inauguração do hospital que vai beneficiar mais de um milhão de pessoas que vivem no Entorno do Distrito Federal. “É uma região extremamente preocupante pra nós e estamos unindo esforços para combater a disseminação do vírus nessa região”, afirmou.

O Hospital de Luziânia, segundo o governador, é a opção mais rápida para o tratamento de pessoas com a Covid-19 no Entorno do Distrito Federal enquanto o Hospital de Campanha de Águas Lindas, construído pelo governo federal, não é repassado para a administração estadual. A expectativa é de que o repasse seja realizado no próximo dia 21. “O plano b é construir uma força-tarefa, numa situação de emergência, para instalar uma equipe mínima na cidade de Luziânia, porque o Hospital de Águas Lindas não me foi nem transferido, ele é do governo federal. Lá também não temos respiradores”, disse Caiado.

O Hospital Regional de Luziânia tem 72 leitos, além de tomógrafo e outros equipamentos. Ele foi construído pela prefeitura de Luziânia e custou R$ 8 milhões. Após Projeto de Lei aprovado na Assembleia Legislativa de Goiás, a gestão do hospital passou a ser do Estado de Goiás. Uma Organização Social (Os) vai administrar a unidade. O hospital recebeu mais de R$ 4 milhões em emendas parlamentares destinadas por deputados goianos para que fosse equipada.

A expectativa é de que, após a pandemia, o Hospital Regional de Luziânia se torne referência no atendimento à população da região. “Nós vamos ter um hospital estruturado também para continuar servindo a população do Entorno como hospital de referência. A população de Brasília que precisar vai poder contar com esse hospital também. O acesso aos serviços de saúdes tem de ser universal”, destacou Caiado. Além de Luziânia, o Governo de Goiás estadualizou o Hospital Municipal de Formosa, também na região do Entorno, para atendimento de casos de covid-19. A unidade de Formosa contará com leitos clínicos e UTI e, a exemplo da unidade de Luziânia, funcionará como Hospital de Campanha durante a pandemia.

Respiradores
Os respiradores destinados ao Hospital de Luziânia já eram do Estado de Goiás e estavam em desuso por falta de peças que não são mais disponibilizadas no mercado. Graças a parceria entre o governo estadual, a Universidade Federal de Goiás, o apoio do Instituto Federal de Goiás (IFG) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) os aparelhos foram recuperados. Outros equipamentos estão passando por procedimentos de manutenção e pela impressão 3D de peças, e serão destinados aos Hospitais de Campanha para o enfrentamento ao coronavírus em todo o Estado.