WhatsApp Image 2020-07-23 at 18.53.27

Assembleia aprova, em definitivo, criação da Secretaria da Retomada

Considerada estratégica para superar as dificuldades geradas pela pandemia da Covid-19, a nova pasta faz parte do projeto de minirreforma do Estado. Entre outras coisas, a matéria permite alterações em cargos de superintendentes, diretores e gerentes para a composição da Secretaria, que será focada exclusivamente no trabalhador e na geração de emprego e renda

De forma integrada, os Poderes trabalharam para enfrentar os desafios que se desenharem dia a dia no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Projeto do governador Ronaldo Caiado, a minirreforma, que traz no seu bojo a criação da Secretaria da Retomada, foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) em segunda e última votação na tarde desta quinta-feira (23/07), durante sessão extraordinária. O projeto teve 18 votos favoráveis dos 21 deputados presentes e segue para sanção na próxima semana.

Com objetivo de dirimir os impactos negativos da pandemia do novo coronavírus na economia goiana, a nova Secretaria terá como foco o trabalhador, a partir de medidas que irão fortalecer e priorizar a geração de empregos, a qualificação profissional, o financiamento das atividades econômicas e o empreendedorismo.

Durante assinatura de contrato entre a GoiásFomento e a Caixa Econômica Federal (CEF), também nesta quinta-feira, o governador Ronaldo Caiado destacou o pioneirismo de Goiás, agora, também em relação às medidas econômicas e sociais. “Estamos andando a frente de todos os outros Estados do Brasil. Estamos antecipando um momento que nós sabemos que virá. O prognóstico de desemprego é alto, a previsão é de chegar a 30%”, ressaltou.

Dentro do projeto de minirreforma do Estado, a Secretaria da Retomada não irá gerar custos à administração estadual, devido à reorganização de cargos, como o de superintendentes, diretores e gerentes. Para a composição da pasta serão realocados técnicos de Secretarias já existentes para a realização de uma força-tarefa capaz de identificar em quais regiões de Goiás os cidadãos precisam de apoio do Estado.

Com essas alterações na estrutura, a nova pasta ainda resultará em uma economia de R$ 100 mil até o final de 2022. Desta forma, a Secretaria da Retomada assumirá atribuições que eram das secretarias de Desenvolvimento Social, de Desenvolvimento Econômico e Inovação, e de Indústria e Comércio, e que estão relacionadas especificamente à geração de emprego, renda e qualificação profissional.