WhatsApp Image 2020-07-07 at 10.57.57

HCamp Itumbiara: atendimento humanizado chega às regiões Sul e Sudeste de Goiás

Compromissado com a regionalização da saúde, o governador Ronaldo Caiado tem ampliado os leitos estaduais públicos e garantido a promoção de atendimento de qualidade e humanizado aos goianos

A população de mais de um milhão de pessoas das regiões Sul e Sudeste de Goiás ganha, após anos de espera, uma unidade de saúde pública de média e alta complexidade. O mais novo Hospital de Campanha para Enfrentamento ao Coronavírus foi inaugurado dia 30, a partir da reestruturação e reforma do Hospital São Marcos. A unidade – 5º HCamp de Goiás – conta com mais de 188 funcionários para receber os goianos com suspeita ou diagnóstico de Covid-19 da região de Itumbiara. Do total de colaboradores, farão o atendimento aos pacientes pelo menos 12 médicos exclusivos para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 25 médicos para pronto socorro e enfermaria, 26 enfermeiros, sete fisioterapeutas, seis assistentes sociais, três psicólogos, além de maqueiros, auxiliares de farmácia, nutricionistas e outros profissionais da saúde e do setor administrativo.

Os familiares dos pacientes também serão muito bem recebidos no HCamp. Para atendê-los, a unidade disponibiliza uma equipe multiprofissional de acolhimento psicossocial. “Essa atenção é especialmente para dar segurança e as devidas orientações para as famílias se sentirem amparadas nesse momento difícil de pandemia”, destacou a coordenadora multiprofissional do Hospital São Marcos, Patrícia Azi. A missão, segundo a especialista, é dar aos familiares a tranquilidade de que, em breve, seus entes queridos voltarão para o aconchego do lar. “Curados da infecção do novo coronavírus, em condições de retornar à alegria das famílias”, completa Patrícia Azi.

De março até junho, o Governo de Goiás reforçou a meta de regionalização da saúde, levando hospitais ao interior do Estado e garantindo que o tratamento humanizado seja um direito de todos os goianos. Em Itumbiara, por exemplo, foram abertos inicialmente 20 leitos de UTI e 53 de enfermaria, mas a unidade tem capacidade para chegar a até 200 leitos. Desse total, 30 serão de UTI e 170 de enfermaria. A ampliação será feita por etapas, conforme a demanda da região. “A regionalização da saúde é algo humanitário, de respeito ao cidadão”, ressaltou o governador Ronaldo Caiado, no dia da inauguração.

Para receber os pacientes, o HCamp passou por um intenso processo de desinfecção e os profissionais da saúde foram devidamente preparados. “Nossos profissionais foram exaustivamente capacitados. Temos instalações modernas e toda a aparelhagem de última geração para garantir a maior eficácia no combate a essa pandemia”, destaca o médico e diretor-técnico do HCamp Itumbiara, Clayton de Souza Gomes.

Com a abertura do hospital, os moradores da região não vão mais precisar se deslocar até Goiânia, distante cerca de 200 quilômetros, correndo risco de não suportarem a viagem. “Um paciente de Itumbiara, que tenha um problema grave, normalmente não resiste até chegar a Goiânia ou Aparecida porque a síndrome respiratória progride com muita rapidez”, exemplificou o governador. No HCamp também já estão disponíveis diversos aparelhos para exames de imagem, como tomografia, raio-x e ultrassonografia, além de exames laboratoriais, para o diagnóstico mais rápido e preciso dos pacientes.