Foto: Vinícius Schmidt

“Não é asfalto de faz de conta, é padrão nacional”, diz Caiado ao vistoriar obras em rodovias de Iporá, Fazenda Nova e Sanclerlândia

Governador atesta qualidade das estradas em restauração durante visita ao Oeste Goiano, ao lado do presidente da Goinfra, Pedro Sales. “São pavimentações com vida útil de 15 anos”, aponta. “Vamos transformar Goiás e seremos, em curto espaço de tempo, o melhor Estado da Federação”, destaca

“Não é asfalto de faz de conta, é padrão nacional”, assegurou o governador Ronaldo Caiado, neste sábado (12/09), durante vistorias às obras de restauração da pavimentação das GOs 060, 326, 418 e 326, nos arredores de Iporá, Fazenda Nova e Sanclerlândia. “É estrada com padrão do Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] e terá vida útil de 15 anos”, destacou.

Os benefícios que chegam a estes municípios da Região Oeste do Estado fazem parte do pacote, lançado em agosto, de implantação e reconstrução de 540 quilômetros de rodovias goianas, com investimento de R$ 270 milhões.
Na companhia do presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, o governador fez duas paradas na GO-060, onde avaliou fases da obra e conferiu a qualidade do asfalto e do trabalho de compactação. Nessa rodovia, que liga Iporá a Firminópolis, passando por Fazenda Nova, o Governo de Goiás investe R$ 67 milhões na recuperação do trecho e na nova pavimentação de 111,5 quilômetros.

Durante a vistoria às obras, o governador reafirmou seu compromisso de devolver Goiás aos goianos. “Aos poucos vamos construir esse sentimento de que o cidadão é dono do Estado, cada um fazendo a sua parte. E vamos ser, em curto espaço de tempo, o melhor Estado da Federação”, ressaltou.

“Essa rodovia é construída dentro das regras do Dnit e de respeito ao dinheiro pago pelo cidadão”, apontou o governador. “Olha a compactação, a espessura do asfalto. Fazemos estradas que vão realmente valorizar nosso Estado de Goiás e aqueles que utilizam o transporte rodoviário.”

Caiado chamou a atenção para a diferença do que era feito até então nas estradas goianas, pelas antigas gestões. “Nós vimos, por exemplo, a GO que vai até a cidade de Goiás, que antes de ser inaugurada, está sendo reformada”, recordou. Implantar uma rodovia capaz de suportar carga, alertou, não é simplesmente jogar aquela pequena camada sem ter a menor compactação.

Ao lado do engenheiro responsável pela obra, o presidente da Goinfra, Pedro Sales, explicou, de forma simplificada, como é feita a nova pavimentação. É arrancada a parte deteriorada, feito um aprofundamento de 20 centímetros, onde são adicionados brita e cimento, depois realizada a compactação, de forma robusta. O material é selado e, por cima, é colocada mais uma camada de asfalto com tratamento superficial duplo (TSD), o que garante qualidade e durabilidade das estradas, além de mais segurança aos motoristas e condutores que trafegam pela região.

“Faça uma análise do que está sendo construído no governo Ronaldo Caiado e o que foi feito em outros governos. Veja a qualidade e a consistência do asfalto, do acostamento”, disse o governador. E completou: “Agora o dinheiro vai diretamente para o povo em benefício da população”.

Fazenda Nova
Na sequência, o governador Ronaldo Caiado e o presidente da Goinfra, Pedro Sales, seguiram para Fazenda Nova, onde o Governo de Goiás investe mais de R$ 10 milhões na revitalização de 43,4 quilômetros entre as GO-418 e 326, no entroncamento da GO-060. A obra, iniciada em 2014, que estava parada, foi retomada.

“Mesmo na crise, com dificuldades e enfrentando uma pandemia, você vê que, quando o dinheiro público é tratado com respeito, as obras acontecem”, destacou Caiado. A largura da pista, também de TSD, é de 9,60 metros, sendo 7 de rolamento e 1,30 de acostamento de cada lado. A revitalização vai beneficiar o escoamento da produção de grãos e de carne, assim como garantir mais segurança às crianças e jovens que são transportadas de Fazenda Nova para estudar nos municípios vizinhos.

“Para nós, essa restauração é excelente. Cada vez que escoa a produção, isso reflete lá no campo para a gente”, afirmou o agropecuarista Olímpio Tavares de Oliveira. Segundo ele, há anos não era realizada uma obra de qualidade na rodovia, apenas operações tapa-buracos. “Eram serviços mal realizados, remendos de uma obra que já deveria estar pronta. Agora, não. Será definitivo, um asfalto de excelente qualidade”, comemorou.

Sanclerlândia
Com investimento de mais de R$ 4,3 milhões, outra antiga demanda dos moradores Sanclerlândia e região é a restauração de 15,5 quilômetros de pavimentação da GO-326, entre o município e Buriti de Goiás. Na obra de recuperação asfáltica, o Governo de Goiás investe R$ 4.300.996,20.

“Essa rodovia estava intransitável. É um trajeto de 15 quilômetros e que vamos entregar em novembro. Agora, com uma diferença: qualidade e controle tecnológico”, pontuou o governador ao explicar como funciona a fiscalização em Goiás. “Uma empresa cumpre as exigências, outra é controladora de toda a obra, e tem mais um fiscal da Goinfra. Ou seja, o que está no contrato, está sendo aplicado e cumprido”, concluiu.

Para o presidente da Goinfra, Pedro Sales, recomeçar essas obras é garantir uma gestão séria e competente por parte do governo. “Com essas retomadas mostramos a atenção para essa região tão importante do Estado, estamos executando novas obras e recuperando trechos que estavam em alto nível de deterioração”, ressaltou.

Pedro Sales disse, ainda, que a população goiana pode esperar mais benefícios para os próximos meses. “Tivemos dificuldade orçamentária, de montagem de equipe, mas conseguimos algumas obras até o momento e para o biênio final a população pode esperar o dobro ou triplo. Vamos conseguir muito mais”, reforçou.