WhatsApp Image 2020-09-15 at 18.51.48

“Vocês hoje levantaram a bandeira da educação no Brasil”, diz Caiado ao celebrar Goiás líder no ranking do Ideb 2019

Estado é primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica no ensino médio, com nota geral de 4,8. “Vocês são top, eu me curvo”, disse governador ao agradecer educadores. Ao lado da primeira-dama, Gracinha Caiado, e da secretária Fátima Gavioli (Seduc), ele já traçou a meta para indicador de 2021: “Agora queremos chegar na nota 5”

“Vocês hoje levantaram a bandeira da educação no Brasil”, declarou o governador Ronaldo Caiado nesta terça-feira (15/09), referindo-se à rede de ensino goiana. O trabalho desenvolvido pela comunidade escolar e o empenho dos alunos fizeram de Goiás a única unidade da Federação a atingir as metas individuais do ensino médio no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). “As melhores escolas públicas do país estão em Goiás. Agora queremos chegar na nota 5”, projetou, ao lado da primeira-dama e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, Gracinha Caiado.

Dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) mostram que Goiás atingiu as metas tanto para o ensino fundamental, quanto para o ensino médio. O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, reconheceu o pioneirismo goiano. “Está no caminho certo, continue assim e teremos sucesso na educação”, disse, em vídeo, parabenizando o governador e a secretária da Educação, Fátima Gavioli. Ao fazer emocionado agradecimento aos educadores, Caiado disse que “vocês são top. A textura educação em Goiás está mudando. Eu me curvo”.

Goiás atingiu a maior nota do Ideb na avaliação do ensino médio, em todo o Brasil, com 4,8. Além disso, o patamar alcançado foi superior ao registrado nacionalmente, de 4,2. Os dados referentes a 2019 levaram em conta a matrícula de 7,5 milhões alunos em 28,8 mil escolas de todo o Brasil. O Ideb, criado a partir de decreto federal em 2007, é divulgado a cada dois anos.

Em relação ao Ideb do ensino médio, Goiás puxa a lista dos que apresentaram melhor desempenho, superando, inclusive, estados do Sul e Sudeste, como Espírito Santo, São Paulo e Paraná. Quando se analisam apenas os dados da rede pública goiana, a nota é de 4,7, superior à meta estipulada de 4,4. Em Goiás, mais de 82% das matrículas do ensino médio são da rede estadual, de acordo com os dados de 2019.

A titular da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) celebrou as metas atingidas e informou que secretários de pelo menos três Estados já manifestaram interesse em conhecer de perto a gestão goiana. Sobre o futuro, o MEC, responsável pelos índices, projeta que o Estado poderá ser o primeiro a atingir nota 5 no próximo Ideb.

“O que quero é crescer. Então, saímos de 4,3 [resultado de 2017] para 4,7 e temos que caminhar agora para chegar ao bendito 5”, relatou a secretária. “Isso exige empenho, dedicação e abnegação. Temos de nos envolver muito mais. Ninguém vai nos tirar do rumo, e nosso rumo é melhorar a educação de Goiás,” pontuou.

Gavioli garantiu que as notas alcançadas na atual edição do Ideb é fruto do esforço da comunidade escolar e de uma gestão transparente, que trabalha para garantir o resultado dos alunos, e não somente por números. “Goiás é primeiro lugar no Ideb, bicampeão, e dessa vez não teve pressão nenhuma.”

Outro fator que motivou o bom rendimento foi o reforço no currículo escolar nas disciplinas protagonistas. “Sabemos que foram acrescentadas mais duas aulas de português e duas de matemática por semana. Isso é amor, não é fazer educação como retórica, discurso de palanque”, descreveu Caiado.

“Atribuo esse resultado positivo aos vários modelos de educação que Goiás”, disse a secretária de Educação, citando desde o ensino regular, militar, integral até as escolas nas comunidades kalunga e quilombolas. “Os professores gostam de fazer trabalhos científicos, de desenvolver com alunos os textos e abraçaram essas duas aulas a mais de português e matemática. Todos se esforçaram, sem dúvidas, para que a criança aprenda. Porque você não consegue chegar àquele resultado sem a criança aprender”, destacou.

Mais que alcançar a nota 5 no ensino médio, é uma meta do Governo de Goiás avançar também no ensino fundamental. “A política pública tem que ser uma só”, observou Gavioli. Para isso, Caiado revelou que o Estado pretende desenvolver parcerias com os prefeitos, uma vez que a primeira fase desse ensino é uma responsabilidade dos municípios. Segundo relatou, a chegada de novos prefeitos, em virtude das eleições, vai auxiliar na construção do “conceito de não segmentarmos mais a educação”. Também revelou o desejo de gerir a área de forma compartilhada em todos os âmbitos, desde o ensino infantil até o superior.

Mudança de cenário
O governador Ronaldo Caiado fez uma retrospectiva do cenário desolador que encontrou o Estado, com os servidores – inclusive os da educação – sem receber os salários de dezembro e metade de novembro de 2018. “Dependia, naquela hora, da boa vontade de cada um que já não mais acreditava em política. Um segmento que já não tinha estímulo”, lembrou. Ele destacou a garra desses servidores que, mesmo em face do ano mais difícil sob ponto de vista fiscal, mantiveram a qualidade do ensino.

“Nada mais gratificante na vida do que hoje poder reconhecer o trabalho de todos da educação”, relatou. Caiado confessou ainda que, nas agendas pelo interior, adotou a mania de visitar escolas e conferir de perto a aplicação dos recursos anunciados para a melhoria da estrutura física. Somente este ano foram destinados mais de R$ 114 milhões à infraestrutura, com objetivo de mudar a “deficiência explícita” das unidades escolares, fruto de anos de má gestão. “Hoje é uma disputa para saber qual é a escola mais bonita, qual está mais aconchegante para receber as crianças.”

A primeira-dama, Gracinha Caiado, disse que o resultado do Ideb a fez viver o dia de maior emoção no governo. Ela endossou a fala de Caiado, sobre a educação sempre ter sido vista como prioridade na atual gestão, e que os resultados já estão aparecendo. “Acreditamos que não existe cidadania e ação social desvinculada da educação”, resumiu. Ela lembrou que as propagandas “maravilhosas” da antiga gestão não refletiam a realidade. Denunciou que até pouco tempo existiam crianças assistindo aulas sentadas em latas, ou tendo de suportar o calor da estrutura de placa.

“Que Estado é esse onde tenho crianças que deveriam ter a mesma oportunidade e que, na verdade, não estão tendo?”, questionou, à época. De lá pra cá, os principais gargalos já foram resolvidos. Citou, como exemplo, o fim do 4º turno no Entorno do Distrito Federal, também conhecido como o turno da fome, e a distribuição de kits de uniformes escolares. “Hoje, quando olho o mapa, vejo Goiás pulsando no coração do Brasil em 1º lugar. Obrigada professores, diretores, equipes da administração. Sabemos que ninguém faz nada sozinho.”

Em nome da Assembleia Legislativa de Goiás, o deputado Vinicius Cirqueira parabenizou o governador e equipe pelos resultados alcançados no Ideb. Ele estendeu os cumprimentos a todos que compõem a rede pública de ensino: merendeira, limpeza, professor, coordenador, diretor e, principalmente, os estudantes. “Tudo isso só é possível com um time desses”, disse. Ele ainda afirmou que a nota do Ideb é um legado da gestão de Caiado, resultado dos investimentos que têm sido aplicados na rede.

Também estiveram presentes à solenidade os secretários de Estado Adriano da Rocha Lima (Governadoria) e Tony Carlo (Comunicação); o secretário de Educação de Goiânia, Marcelo Ferreira, que representou o prefeito Iris Rezende e o vice-presidente do Conselho Estadual de Educação, professor Marcos Elias.