Foto: Vinícius Schmidt

“Voltaremos às aulas com crianças uniformizadas, em segurança e nas escolas reformadas”, diz Caiado

Em live com participação da secretária Fátima Gavioli, governador defende retorno presencial de professores e alunos após vacina e assegura entrega de mochilas, tênis, agendas e cadernos para estudantes: “Temos de zelar da educação, mas com cuidado pela saúde”

“Acabamos com o quarto turno, chamado turno da fome, no entorno de Brasília, e estamos acabando com todas as escolas de placa. Agora, passada a pandemia, vamos voltar às aulas presenciais com as crianças uniformizadas”, frisou o governador Ronaldo Caiado, na noite desta sexta-feira (11/09), durante live em suas redes sociais. Ao lado da secretária de Educação, Fátima Gavioli, Caiado anunciou que já está em licitação a aquisição de mochilas, tênis, agendas e cadernos para os estudantes da rede pública. “A criança vai chegar bem vestida, será um convívio respeitoso entre todos os alunos. Lá não terá diferença de poder aquisitivo.”

Questionado por um internauta sobre as aulas presenciais, o governador reafirmou que esse retorno só deve ocorrer quando for possível imunizar estudantes e professores contra a Covid-19. “Temos de zelar da educação, mas com cuidado pela saúde. Vamos retornar às aulas [no formato tradicional] somente no momento que tivermos a vacina. Vamos ouvir todos, mas essa é minha posição”, ponderou Caiado.

Ele citou os riscos de uma volta precipitada, insegura. O Estado do Amazonas, exemplicou, retornou há 30 dias e, dentro de uma testagem de 7 mil professores, foram detectados 1.700 infectados pelo coronavírus. “Se ousarmos, corremos risco de promover um porcentual altíssimo de contaminação.”

A secretária Fátima Gavioli também pontuou algumas das conquistas que a Educação alcançou ao longo destes 19 meses de governo. E destacou a autonomia que existe para trabalhar, avançar e o apoio dado por Ronaldo Caiado ao seu secretariado. “Se o governador não delegar e não der essa liberdade para o secretário trabalhar, as coisas não andam. O governador não tem ingerência, não tem nada de ‘quero que faça assim’. Ele ouve, escuta nosso conselho”, reconheceu. Gavioli também ressaltou a integração das pastas, dos auxiliares: “É todo mundo trabalhando para que Goiás se saia bem.”

Caiado também citou o empenho e as realizações de Fátima Gavioli à frente da Secretaria de Educação. “A secretária mudanças na grade curricular, mais com respeito aos professores e mudança no trato ao aluno”, avaliou.

Hospital de Uruaçu
Na área da saúde, o governador foi questionado sobre a entrega do Hospital Geral e Maternidade de Uruaçu. Caiado afirmou que a unidade deve entrar em funcionamento entre janeiro e fevereiro de 2021. “A regionalização da saúde em Goiás é uma realidade. Na nossa gestão, podem ter certeza: não inauguramos obra sem que esteja funcionando.”

Outro destaque foi a criação do Parque Águas do Paraíso nesta sexta-feira, Dia do Cerrado. “Conseguimos transferir um gleba de 5 mil hectares do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), trazer para o Estado e fazer um parque estadual. É de uma beleza infinita”, concluiu. A unidade de conservação fica no município de Alto Paraíso, na região das Cataratas do Rio dos Couros.