Foto: André Costa

Com obras estruturantes, Governo de Goiás investe R$ 270 milhões na infraestrutura rodoviária estadual

Pacote contempla pavimentação e restauração de 540 quilômetros de rodovias em todo Estado. Anualmente são investidos pela Goinfra cerca de R$ 200 milhões para garantir manutenção da malha

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), executa um pacote de obras rodoviárias que leva benefícios a todas as regiões do Estado. Os investimentos totalizam R$ 270 milhões e representam a retomada de obras de implantação e reconstrução de cerca de 540 quilômetros de rodovias pavimentadas. Também estão contemplados projetos e construção de novas pontes.

Anualmente são investidos pela Goinfra cerca de R$ 200 milhões para garantir a manutenção da malha. Frentes de serviço se espalham diariamente em todos os cantos de Goiás para manter a trafegabilidade nas rodovias e garantir a segurança para os usuários.

Na região Oeste, a Goinfra irá concluir a pavimentação da GO-174, entre Diorama e Montes Claros de Goiás. Com 32,9 quilômetros de extensão, a obra já está 51% executada. O trecho de Firminópolis a Iporá está em reconstrução na GO-060. Importante via de escoamento na região, homens trabalham para concluir a obra até o final do ano. São 111,5 quilômetros de pavimentação, com um orçamento de R$ 74 milhões, advindo do Tesouro Estadual.

Na GO-173, entre Israelândia e Jaupaci, a Goinfra irá completar a restauração de 18,4 quilômetros. E ainda na região Oeste, as máquinas trabalham na GO-326/418, de Fazenda Nova até o entroncamento da GO-060, para revitalizar 43,4 quilômetros de rodovia. Estão sendo restaurados, também, 16 quilômetros da GO-326, entre Sanclerlândia e Buriti de Goiás. Por fim, há benfeitoria na GO-326, entre Claudinápolis e Anicuns, onde serão reconstruídos outros 26 quilômetros de pavimentos.

“Não é asfalto de faz de conta, é padrão nacional”, assegura o governador Ronaldo Caiado durante as vistorias que tem feito às obras de restauração da pavimentação das rodovis goianas, especialmente nos arredores de Iporá, Fazenda Nova e Sanclerlândia. “É estrada com padrão do Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] e terá vida útil de 15 anos”, destaca.

Norte e Nordeste
No Norte e Nordeste goianos, a Goinfra dá passos importantes para recuperar as condições das estradas estaduais da região. As frentes de serviços realizam a pavimentação da GO-439, entre Pilar de Goiás e Guarinos, para a conclusão de 7,3 quilômetros entre os municípios.

Em breve, também serão retomadas as obras da GO-132, que vai de Colinas do Sul até Minaçu. É um trecho de 20,2 quilômetros que já está com 48,5% da obra executada. Já na GO-239, a Goinfra vai pavimentar 25 quilômetros do trecho entre o entroncamento da GO-164 e o povoado de Bandeirantes, na divisa de Goiás com Mato Grosso.

As frentes de serviço também estão na GO-347, entre Nova Iguaçu de Goiás e Santa Terezinha de Goiás. No total, estão sendo pavimentados 38,1 quilômetros de rodovia.

“Pegamos a Goinfra com um quadro preocupante, sendo que o último governo não adotou as melhores práticas e rotinas para garantir a melhor qualidade possível da obra pública”, afirma o presidente da Goinfra, Pedro Sales.

Demais regiões
A Goinfra retomou as obras de duplicação da GO-070, que liga Goiânia a região do Rio Araguaia, para concluir 14,5 quilômetros do trecho entre Mossâmedes e a cidade de Goiás. Os investimentos de R$ 7 milhões são bancados pelo governo estadual.

Na GO-080 a Goinfra concluirá a duplicação de Nerópolis até o entroncamento da BR-153, que está com 92,6% das obras prontas. Também haverá máquinas trabalhando na GO-184, entre Jataí e o entroncamento da GO-220. No local, conhecido por estrada velha de Caiapônia, serão pavimentados 53,9 quilômetros. A obra está orçada em R$ 20,5 milhões e será bancada pelo Tesouro Estadual.

Na região Sul, o Governo de Goiás assinou ordem de serviço para restauração e alargamento da GO-206, no perímetro urbano de Itumbiara (Avenida Modesto de Carvalho). São 11,2 quilômetros de asfalto com investimentos vindos dos cofres do Governo do Estado.

Há também equipes na segunda etapa da GO-487, que liga os entroncamentos das rodovias GO-320 e GO-595 (entre Edeia e Porteirão). Os serviços de terraplenagem e pavimentação irão beneficiar o setor sucroalcooleiro do Sul do Estado, local em que favorece o escoamento da produção e movimenta a economia de Goiatuba, Edéia, Edealina, Pontalina, Moiporá e Joviânia. A primeira etapa da implantação da rodovia foi concluída e entregue pelo governador Ronaldo Caiado no último mês de julho.

No Entorno do Distrito Federal, será feita a pavimentação asfáltica da GO-230, entre Água Fria e Mimoso de Goiás. A rodovia possui 53 quilômetros. O total dos investimentos chega a R$ 81 milhões, recursos do próprio Estado.

Na Região Central, a Goinfra retomou as obras de restauração da GO-414, entre Roselândia e o entroncamento da GO-020, na região Metropolitana de Goiânia. No total, serão revitalizados 2,7 quilômetros, com previsão para concluir o serviço no mês que vem. Recursos oriundos do Tesouro Estadual, o valor da obra é de R$ 483 mil.

Pontes
A Goinfra coloca também em prática a execução de importantes projetos de travessias, com a construção de pontes que vão beneficiar todas as regiões goianas. É o caso da ponte sobre o Rio Verdão, na GO-409, em Maurilândia, com extensão de 177 metros. As obras no local estão aceleradas e os investimentos chegam a R$ 3 milhões.

Na região Nordeste, na GO-236, está sendo construída a ponte sobre o Rio Santa Maria, no trecho que fica entre Alvorada do Norte e Flores de Goiás. A extensão é de 72 metros, com orçamento de 2,4 milhões.

Também será construída uma nova ponte sobre o Rio Mangabeira, na GO-230, entre Mimoso de Goiás e Água Fria, na região do Entorno do Distrito Federal. A obra tem 60 metros de extensão e recebeu investimentos de R$ 2,5 milhões.

Na GO-324, entre Jussara e Jacilândia, será feita a construção de ponte sobre os córregos da Divisa e Marreca. A extensão é de 45 metros e o valor investido soma R$ 2,1 milhões.

As frentes de serviço irão promover, ainda, a construção da ponte sobre o Rio Paranã, na GO-116, na rodovia conhecida como “Estrada de João Cara Limpa”. A extensão será de 72 metros, e envolve recursos de R$ 2,4 milhões.

Há ainda projetos em desenvolvimento para a GO-336, entre Crixás e Nova Crixás, pontes sobre o Rio Tesoura e Ribeirão Taquaral, e ponte sobre o Rio do Peixe.