Foto: André Saddi.

Governo de Goiás recebe segundo lote de vacinas da Pfizer, um total de 37.440 doses

Dessa vez, além de Goiânia, imunizantes serão distribuídos também para Aparecida de Goiânia, Trindade, Anápolis e Rio Verde. Nova remessa, que chegou na madrugada desta terça-feira (11/05), será utilizada para reforçar aplicação de primeira dose em pessoas do grupo de comorbidades

O Governo de Goiás recebeu, na madrugada desta terça-feira (11/05), na Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), na capital, o segundo lote de vacinas contra a Covid-19 da fabricante Pfizer. São 37.440 novas doses do imunizante, que vão ser utilizadas em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade, Anápolis e Rio Verde.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, os imunobiológicos serão direcionados às cidades capacitadas para o armazenamento e aplicação, devido às particularidades da vacina deste fabricante, que exige temperaturas mais baixas.

Somando as vacinas de todos os fabricantes, como CoronaVac, AstraZeneca/Oxford e a Pfizer, esta é a 19ª remessa encaminhada pelo Ministério da Saúde. Elas compõem o Plano Nacional de Imunização (PNI). No total, até o momento, o Governo de Goiás já recebeu 2.269.270 doses de imunobiológicos contra o coronavírus.

Este segundo lote da Pfizer será utilizado para reforçar a aplicação de primeira dose em pessoas do grupo de comorbidades, residentes na capital e nos outros municípios. Após conferência na Central Estadual de Rede de Frio, os imunizantes serão distribuídos, para dar continuidade à campanha prevista no PNI contra a Covid-19.

Vacinados
Com este novo carregamento da Pfizer, o Governo de Goiás irá atingir 2.269.270 imunizantes distribuídos para todos os 246 municípios do Estado. Deste total, segundo levantamento, até a tarde de ontem (10/05), da Secretaria Estadual de Saúde, 1.029.545 foram aplicados como primeira dose. Outras 530.201 vacinas foram aplicadas como segunda dose. Com isso, o Estado ultrapassa 1.559.746 aplicações dos imunobiológicos.

Até o momento, a maioria das vacinas recebidas pelo Estado são da CoronaVac, fabricadas pelo Instituto Butantan, que somam 1.225.280 doses. Em seguida vem a AstraZeneca/Oxford, com 959 mil imunizantes, e por fim a Pfizer, com 54.990.