Foto: Hegon Corrêa

Caiado se reúne com embaixador interino de Israel no Brasil e discute cooperação tecnológica voltada para setor agrícola

“Queremos ampliar parceria”, afirma advogado David Atar, no Palácio das Esmeraldas, nesta quinta-feira (05/08), durante encontro com governador, que apresentou potencialidades de Goiás. Ele defendeu “agricultura de precisão” e fortalecimento de vínculos com israelenses. Uma das prioridades é o compartilhamento de tecnologias que possam beneficiar produção de frutas na microrregião do Vão do Paranã, no Nordeste goiano

O governador Ronaldo Caiado se reuniu, nesta quinta-feira (05/08), com o embaixador interino de Israel no Brasil, David Atar, no Palácio das Esmeraldas. No encontro, os dois conversaram sobre a ampliação das relações comerciais entre o Estado de Goiás e aquele país. Uma das prioridades é o compartilhamento de tecnologias que possam beneficiar o setor agrícola, em especial a produção de frutas na microrregião do Vão do Paranã, no Nordeste goiano.

Durante a reunião, o embaixador interino David Atar convidou o governador para conhecer as tecnologias israelenses para a redução do consumo de água e melhor aproveitamento dos recursos hídricos, bem como metodologias voltadas para a agropecuária, mercado de leite, e fruticultura. “Goiás tem riquezas de conhecimento, de pessoas e de empresas comprometidas. Acho que os goianos vão mudar o mundo”, disse David Atar. “Queremos ampliar parceria”, destacou, durante entrevista.

O governador Ronaldo Caiado reafirmou o interesse do Estado no sentido de fortalecer vínculos econômicos e culturais com Israel, com ênfase na agricultura de precisão. “Eu acredito na pesquisa e na ciência. Foram exatamente esses os caminhos que os israelenses buscaram para desenvolver as tecnologias mais sofisticadas que existem no mundo”, pontuou.

O assessor de agronegócios e água da embaixada de Israel, Ari Fischer, lembrou que a cooperação pode ser benéfica para produtores goianos que utilizam a técnica agrícola de irrigação.

“Goiás tem muito grão, com a técnica de gotejamento usada no Oriente Médio, fornecemos água na hora e na quantidade que a planta precisa”, disse Ari Fischer. “Isso otimiza o sistema, utiliza menos fertilizante, gera sustentabilidade e diminui a presença de pragas. A medida é benéfica para produtores goianos de soja e de milho”, avaliou.

O embaixador interino David Atar cumpre agendas desde o dia 04 de agosto, em Goiás. Advogado formado pela Universidade Hebraica, em Jerusalém, e mestre em Direito pela Universidade de Tel Aviv, acumula passagens pela Procuradoria-Geral do Estado de Israel, pelo Departamento de Assuntos Especiais Internacionais e pela Divisão Jurídica do Ministério de Relações Exteriores.

David Atar ocupa como titular na embaixada os cargos de primeiro-secretário e chefe do Departamento Político. É especialista em direito internacional, imunidades diplomáticas, controle de armas e lei de extradição.

Vão do Paranã
No encontro, o governador projetou que a parceria com Israel pode ser benéfica para a agricultura em todo Estado, em especial no Vão do Paranã. “É uma região extremamente propícia para a produção de frutas”, afirmou Caiado.

O Vão do Paranã tem um dos menores IDHs do Estado e apresenta grande potencial para a produção de frutas devido ao microclima. Por muitos anos, o local ficou esquecido, mas desde que Caiado assumiu o Governo de Goiás a região tem recebido investimentos. Atualmente, os municípios dessas localidades integram a Rota da Fruticultura da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride/DF).

O projeto implementado pelo em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) tem como objetivo promover a inovação, incentivar as cadeias produtivas e o crescimento econômico. “Eu faço questão de receber o conhecimento na área de frutas de Israel para que possamos levar a esse local”, projetou o governador.

Também no Vão do Paranã, além da recuperação de rodovias para favorecer o escoamento da produção agrícola, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), coordena o projeto de engenharia de recuperação da Barragem do Paranã, que faz parte do Projeto de Irrigação Flores de Goiás. A obra foi construída para aumentar a oferta hídrica para os produtores rurais e fomentar a produção agrícola irrigada na região, que é considerada a mais carente do Estado.

Estiveram presentes à reunião o secretário de Estado de Comunicação, Tony Carlo; o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima; o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Freitas de Mendonça; o deputado estadual Maycllyn Carreiro; o assessor especial de Relações Internacionais do Governo de Goiás, Giordano Souza; a coordenadora-geral de Agricultura Irrigada do Ministério do Desenvolvimento Regional, Pryscilla Bezerra Silva e o chefe de segurança do embaixador interino, Roy Nafrin.