WhatsApp Image 2021-08-10 at 08.25.03

Nova remessa de vacina contra Covid-19 chega a Goiás, com 155.900 doses

São 105.300 imunizantes da Comirnaty, fabricados pelo laboratório Pfizer, e 50.600 da CoronaVac, do Instituto Butantan. Carregamento recebido em duas etapas, no início desta semana, será utilizado para acelerar ritmo de vacinação no Estado. Governador Ronaldo Caiado pede que prefeitos mantenham protocolos de biossegurança. “Não vamos baixar a guarda”, afirma

Um novo carregamento de vacinas contra Covid-19 chegou a Goiás na madrugada desta terça-feira (10/08). Enviado pelo Ministério da Saúde (MS), o lote desembarcou no Aeroporto Internacional de Goiânia com 105.300 imunizantes Comirnaty, fabricados pelo laboratório Pfizer. A remessa soma-se às 50.600 unidades da CoronaVac, do Instituto Butantan, que foram recebidas pelo Governo do Estado na manhã de segunda-feira (09/08), totalizando 155.900 imunobiológicos encaminhados no início desta semana.

Todas as doses da Pfizer serão utilizadas na primeira aplicação, para acelerar ainda mais o ritmo da campanha no Estado. Assim que passarem pelo processo de conferência na Central Estadual de Rede de Frio, na capital, as unidades recebidas serão preparadas para envio aos municípios. Já as unidades do Instituto Butantan serão divididas, sendo metade para primeira dose e, a outra, para reforço.

Em agenda durante o fim de semana, em Rio Verde, o governador Ronaldo Caiado pediu que os prefeitos goianos não deixem de cumprir os protocolos de segurança, apesar do avanço na vacinação. “Intensifiquem a campanha [de conscientização] nos municípios, alertem aqueles que não tomaram a segunda dose. Vamos manter nossas atividades, mas com todos os cuidados e controle. Não vamos baixar a guarda”, afirmou Caiado.

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, pediu para que a população retorne aos postos para tomar a segunda dose. “É algo que nos preocupa, pois essas pessoas estão transitando sem completarem o esquema vacinal. Além de ainda estarem vulneráveis, elas podem se contaminar e infectar os outros”, alertou.

Conforme Resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Goiás, os imunizantes recebidos poderão ser utilizados, na sua totalidade, para vacinação por faixa etária, em ordem decrescente de idade. Os grupos prioritários, como idosos, trabalhadores da saúde, educação ou pessoas com comorbidades, que ainda não se vacinaram, por algum motivo, terão prioridade, independentemente da idade que estiver sendo atendida naquele município no momento.

Doses aplicadas
Do total de vacinas recebidas até o momento, até as 15h de segunda-feira (09/08), Goiás aplicou a primeira dose em 3.288.685 goianos. Com o esquema completo, seja pelo reforço ou pela aplicação em dose única, foram imunizadas 1.304.664 pessoas.