175d230e-4abd-4ec8-b96d-6a6b1ad42c47

Prefeito e vereadores pedem ajuda a Caiado para Mozarlândia ter um Instituto Federal

O prefeito Mozarlândia, Adalberto da Pax (PSDB), e mais seis vereadores estiveram nesta quinta-feira (16) com o senador Ronaldo Caiado (DEM) para pedir apoio na abertura de unidade do Instituto Federal Goiano (IFGoiano) na cidade. Participaram da audiência também o bispo da diocese de Mozarlândia e Rubiataba, Dom Adair José Guimarães e o padre Lindemberg Souza Gonçalves.

“Nós o procuramos justamente por causa do carinho que ele tem por nossa região. Sabemos que quando ele pega uma causa, ele vai até o fim e estamos muito esperançosos e animados depois dessa reunião”, disse o prefeito. Segundo ele, são gastos R$ 70 mil a cada mês com transporte de estudantes para a Cidade de Goiás e Rubiataba.

Além de economizar recursos para a cidade, Adalberto da Pax também disse que uma unidade do IFGoiano em Mozarlândia traria benefícios econômicos para a região, além de facilitar o acesso dos moradores à Educação, sem que precisem se deslocar por até 160 quilômetros.

Seguro de que o senador vai ajudar na demanda, o prefeito de Mozarlândia destacou o espírito republicano de Caiado. “Sou do PSDB e ele do DEM, mas ele nunca fechou uma porta para nós por causa disso. Essa postura de ajudar independente de ser aliado ou não é que o faz tão querido em Mozarlândia e em toda a região”, explicou.

O senador Ronaldo Caiado disse que tem orgulho de sempre ajudar Mozarlândia e que a cidade merece um Instituto Federal. “A força produtiva e de trabalho de Mozarlândia a torna apta a receber um Instituto. Vou conversar em Brasília com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para acelerarmos esse processo”, disse.

Falando pelos vereadores, o parlamentar Jonkarlos Ribeiro (DEM) fez elogios ao senador e destacou o carinho da região pelo senador Ronaldo Caiado. “Ele sempre tem boa votação em nossa região por causa da atenção que ele sempre dá para nossas demandas”, contou ele.

Além de Jonkarlos, participaram também da audiência os vereadores Aelton Mendanha (DEM); Ronaldo Bafutto (PMDB); Elvis Maurício (PR); Eurípedes Ferreira Campos (PMDB) e Vagner Batista (PR).

fotocaiado

Oligarquia dos carrapatos deixa Goiás em situação de anemia profunda, diz Caiado

Oligarquia dos carrapatos deixa Goiás em situação de anemia profunda, diz Caiado 

Em artigo publicado em sua página na internet, o senador Ronaldo Caiado detalha o quadro de anemia profunda que Goiás atingiu após 20 anos de um grupo político no poder. O presidente regional do Democratas denomina esse grupo de “Oligarquia dos Carrapatos”. Caiado menciona a péssima qualidade dos serviços públicos, a situação de falência do estado e apresenta números para comprovar o quadro crítico instalado em Goiás, durante o governo de Marconi Perillo. O senador ainda destaca a importância da conscientização do povo goiano de não dar mais espaço para políticos que agem apenas em nome dos seus próprios interesses e privilegiar a mudança que o estado precisa a partir de 2019.

O democrata apontou que, além da gestão que afundou o estado, Perillo e seu grupo político acumulam escândalos: “E se não bastasse isso, assistimos aos escândalos que se acumulam. Seja na Farra das Diárias de Marconi. seja asfaltando a fazenda de vice-governador, os exemplos são muitos. Hoje podemos comparar Goiás a uma vaca leiteira campeã em produtividade que, nos últimos anos, se viu esquálida, cadavérica, com anemia profunda”, disse.

Caiado mostrou que no governo de Perillo, Goiás perdeu capacidade de investimento e caiu no ranking nacional da competitividade. Entre 2015 e 2017, o estado caiu três posições e está em 13º lugar, abaixo da média nacional, segundo o Centro de Liderança Pública (CLP). “Os números às vezes podem parecer frios ou distantes para a população. Mas não se engane: ela está atenta. Me deparo sempre que percorro as cidades goianas com pessoas que questionam onde foi parar o dinheiro do Estado. Uma coisa é certa: não estão nas obras públicas. Levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) disponível no site https://geoobras.tce.go.gov.br/ mostra um quadro assustador. De 830 obras (entre hospitais, rodovias, escolas) que o governo iniciou em 2004, apenas 317 foram concluídas – pouco mais de um quarto do total.O enredo todo mundo conhece: o governo anuncia as obras, faz toda a propaganda, para abandonar tudo depois. Quando se aproximam novas eleições, a Oligarquia de Carrapatos volta refazendo as mesmas promessas. Das 342 obras em andamento atualmente, 255 estão com prazos vencidos e sem conclusão. Existem obras que datam de 2004 e continuam esperando a boa vontade do governo. Até quando?”, questionou Caiado.

O parlamentar ainda mencionou a dilapidação do patrimônio do Estado, com a venda da Celg a preço de banana, enquanto assumiu dívidas bilionárias da empresa que ficarão na conta dos goianos. A Saneago, que foi objeto de propagandas que prometiam garantia de água até 2025, não tem gestão eficiente para combater a maior crise hídrica já vivida pelos goianos.

O senador reitera a falta de segurança, educação, saúde, infraestrutura e reforça que o único caminho para Goiás é combater essa “Oligarquia de Carrapatos” :“E é por isso que o tempo da Oligarquia de Carrapatos precisa mais do que nunca ser combatido com inteligência e determinação da população. Este é hoje o único caminho para que Goiás volte a ter perspectiva de crescimento e de atender as demandas da sociedade em suas necessidades e direitos mais elementares. Diferente do que pode pensar o governador Marconi Perillo e seus seguidores, cargo Público não é algo para auferir benefícios a quem o ocupa, mas sim atender a sociedade como um todo. Ao se defrontarem com o Estado na situação em que vive – endividamento, corrupção, entrega das estatais, criminalidade disseminada, facções comandando -, os goianos esperavam que o governador Marconi assumisse o enfrentamento da crise que é consequência da sucessão de seus mandatos”.

E finaliza ao dizer que é possível reerguer Goiás e ver o estado novamente ser notícia como referência de produção, trabalho e eficiência. “É importante a sociedade se conscientizar cada vez mais e ter uma maior iniciativa para que no primeiro dia de 2019 possamos iniciar um processo de transfusão de energia, com coragem e trabalho de todos nós goianos. Acreditem: é possível reerguer Goiás e fazer dele novamente um Estado que seja referência de ética, dignidade e respeito aos goianos. Para isso, basta trabalhar em defesa dos cidadãos e oferecer um Estado que funcione, livre dessa Oligarquia de Carrapatos”.

hoje2

Caiado comemora a liberação de R$ 40 milhões do MEC para a educação superior em Goiás

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado, comemorou nesta quinta-feira (05/10) a autorização do Ministério da Educação (MEC) para a liberação de R$ 40 milhões para as universidades e institutos federais em Goiás. Com a medida, que beneficia em R$ 1,2 bilhão as instituições federais do País, haverá aumento de cinco pontos porcentuais no limite de empenho do orçamento para custeio e de 10 pontos porcentuais para investimento.

Em relação à liberação de limite para o pagamento de despesa pública, referentes a recursos financeiros discricionários, a Universidade Federal de Goiás (UFG), o IFG Goiano e o IFG de Goiás vão receber um total de R$ 19 milhões. São R$ 10 milhões para a UFG, R$ 5,4 milhões para o IF Goiano e R$ 3,3 milhões para o IF Goiás.

Segundo o MEC, o limite de empenho liberado de custeio (usado na manutenção das instituições) e aumento de 80% para 85% e o de investimento de 50% para 60%. O valor de custeio da UFG ficou em R$ 4,7 milhões, o crédito repasse estudantil em R$ 4,9 milhões e os investimentos em R$ 2,5 milhões.

Já o IF Goiano terá R$ 2,28 milhões para custeio, R$ 967 mil para investimentos e R$ 2,4 milhões para assistência estudantil. O IF Goiás terá R$ 1,8 milhão para custeio, R$ 456 mil para investimento e R$ 1,5 milhão para assistência. Ao todo são R$ R$ 21 milhões a mais de uma liberação extra de limite para empenho equivalente a cinco pontos porcentuais para o custeio e mais 10 pontos porcentuais para investimento em cada uma das instituições federais.

“Mesmo em meio à grave crise nacional o ministro Mendonça Filho tem se empenhado para atender a educação superior no Brasil. E Goiás recebe sempre uma atenção especial. As instituições federais terão agora melhores condições de desempenhar o seu papel na educação e valorização profissional dos jovens”, elogiou o senador.

d877c006-06ba-49ae-8920-b92c27d48a74

Caiado condena aprovação de projeto que usa recursos da saúde e educação para campanhas eleitorais

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), condenou o projeto aprovado na noite de hoje (26/9), que autoriza a retirada de dinheiro do orçamento público para financiamento de campanhas eleitorais. O texto substitutivo do senador Armando Monteiro (PTB-PE) permite o uso de, no mínimo, 30% das emendas de bancada mais os recursos da renúncia fiscal dos programas partidários para custear as eleições, valor de cerca de R$ 1,6 bilhão. A proposta, comandada por parlamentares do PT, ainda prevê utilização de créditos adicionais do orçamento para este fim e deixa o financiamento de campanha com um piso, sem um limite final de gastos. Caiado defendeu até o final a votação de sua proposta que acabava com o horário político e eleitoral e não representava nenhum impacto no orçamento. O senador ainda denunciou manobra que evitou a votação nominal do texto aprovado.

“Querem austeridade na previdência, mas para fazer fundo de campanha não tem austeridade. Deram um cheque em branco para fazer caixa de campanha com esse projeto que tem um piso, mas não tem um teto, um limite. Desafiei o relator a dizer o limite e não obtive resposta. Este é um texto que pune 5,5 mil prefeitos no Brasil e tira a condição de sobrevivência de muitos municípios. É dinheiro da saúde, educação e infraestrutura. E vejam a gravidade: não tiveram a coragem de fazer votação nominal do projeto. Queriam votar na calada da noite. Se não fossem as discussões nas redes sociais, não teríamos nem o debate no plenário desta noite. Há senadores que acham que podem legislar sem saber o que sociedade quer. É o precipício completo da classe política”, disse.

O parlamentar se referiu a manobra de se requisitar verificação de votação logo na apreciação do primeiro requerimento apresentado para se evitar votação nominal do projeto do senador Armando Monteiro. Pelo regimento do Senado, quando há pedido de verificação, só se pode realizar votação nominal após uma hora. Por isso, a apreciação foi apenas simbólica.

O senador contestou o argumento de petistas que os recursos para fundo de campanha não seriam retirados de ações de educação e saúde. “Foi o PT que derrubou a emenda que destinava 10% da receita corrente bruta para a saúde. É bom que as pessoas se lembrem. Quem diminuiu o financiamento da saúde foi o governo Dilma”, relembrou. Caiado ainda mostrou que a partir dos recursos das emendas de bancada é, de fato, possível ampliar o recurso da saúde, como ocorreu ano passado. Em 2016, o mínimo constitucional designado para saúde foi de R$ 95 bilhões, mas foram gastos R$ 106 bilhões. Parte desse extra pode ser proveniente de emendas de bancada. “Estão tirando a oportunidade de ampliarmos o financiamento da saúde”, pontuou.

O parlamentar destacou que sua proposta iria determinar uma campanha com gasto fixo, limitado e assegurar eleições mais transparentes privilegiando mais as ideias do candidato e não “super produções” montadas para televisão. “Minha proposta garantia a campanha cara limpa, pé no chão, com menos gastos e iria acabar com a produções hollywoodianas voltadas a candidatos fakes, que não correspondem à realidade”, acrescentou.

O projeto aprovado será agora apreciado pela Câmara dos Deputados e para ter validade nas eleições de 2018 deve ser votado até o próximo dia 7 de outubro.

WhatsApp Image 2017-06-21 at 12.12.59

Em entrevista a jornalistas do Entorno, Caiado aponta soluções para a região

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado, apresentou um plano de desenvolvimento para a região do Entorno do Distrito Federal, em reunião com a imprensa local, nesta quarta-feira (21/06).

O debate que contou com a participação de veículos e blogs da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) girou em torno de temas como transporte público, segurança, educação, saúde, potencial tecnológico da região e repasses do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).

Caiado também chamou a atenção para o uso político que tem sido feito do Entorno durante as eleições de Goiás com promessas populistas e soluções apenas paliativas para os graves problemas locais. “É muito importante notar como a máquina do governo tem usado o Entorno como fiel da balança nas eleições. Aproveitam-se da alta densidade populacional e do baixo desenvolvimento urbano para fazer populismo com os problemas reais da região”, criticou Caiado.

PROJETOS
Ronaldo Caiado foi direto ao afirmar que não basta procurar soluções temporárias para problemas estruturais. Ele apresentou dois projetos de sua autoria que já tramitam no Congresso e que podem criar mudanças significativas na vida das pessoas.

O PLS 163/15, que destina 80% do FCO repassado ao Distrito Federal para as cidades do Entorno; e a PEC 65/15, que transfere ao governo federal a exploração dos serviços de transporte rodoviário entre os municípios do Entorno e Brasília.

“Brasília tem a maior renda per capita e o maior IDH do país enquanto as cidades ao redor contam com os piores índices. Não há emprego nem perspectiva no Entorno porque não há como competir com os subsídios federais e o volume de recursos que é destinado a Brasília. Em vez de resolver isso, a região segue sendo usada apenas como curral eleitoral do governador”, afirmou.

Caiado apresentou sugestões inéditas, como a convocação das Forças Armadas para ajudar na segurança pública do estado e a ajuda de instituições no combate às drogas. Veja abaixo um resumo da entrevista coletiva e as considerações e propostas do senador acerca de cada tema de interesse da população do Entorno:

SEGURANÇA PÚBLICA
“Caso um dia venha a assumir o governo, no meu primeiro dia vou pedir a presença das Forças Armadas e da Guarda Nacional para auxiliar na segurança pública do Entorno e de outras regiões carentes de Goiás. Não dá para você achar que os 11,9 mil policiais que nosso estado conta são suficiente para conter a escalada de crimes que estamos vivendo”.

DROGAS
“O governo do estado vem criando unidades de Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) a um custo de R$ 45 a 50 milhões. Coloque aí um custo mensal de R$ 5 milhões para atender cerca de 150 pessoas cada. É uma conta que não fecha. Precisamos do apoio de instituições que também têm como nos ajudar nessa epidemia. Vou convocar, por exemplo, todas as igrejas do estado de Goiás que possuem uma capilaridade enorme e pedir esse auxílio que será rigorosamente auditado.”

TRANSPORTE
““É preciso entender que a legislação atual não serve mais e que se não for mudada só vamos continuar enxugando gelo. O Entorno como está não tem como competir com os subsídios federais e o volume de recursos que é aportado no Distrito Federal. A nossa PEC muda isso. Como é que esta região de Goiás, onde 67% se desloca diariamente para Brasília e 45% trabalha na capital pode ficar de fora dessa conta? Não pode”

EMANCIPAÇÃO DO ENTORNO
“Goiás já foi por demais benevolente com a cessão de territórios de seu estado e essa ideia, neste momento, é apenas uma estratégia de afastar um problema em vez de assumir a responsabilidade. O que não dá é para ficar com essa dificuldade onde cada estado, cada município e o DF criam legislações próprias e ninguém busca uma política única que funcione para a região.”

POTENCIAL TECNOLÓGICO
“Não dá para o Entorno insistir em uma tese de desenvolvimento que vá competir com o que já temos em Brasília. O que eu enxergo para a região é um potencial tecnológico na área da indústria de transformação e a produção de bens voltados para essa grande demanda que é Brasília”.

EDUCAÇÃO
“Há uma grave crise em nossa educação e isso passa também por uma crise moral. Por que é que os colégios militares são tão valorizados? Porque ensinam hierarquia, valores, respeito ao professor. São esses os conceitos que temos que resgatar na educação pública. Eu, em meu tempo, fui estudar em um colégio público em Belo Horizonte por ser o melhor para me preparara para o vestibular. Por que não podemos voltar a esse nível de excelência?”

FCO
“Qual a finalidade dos fundos de desenvolvimento regionais? Ajudar a combater desigualdades. A maior desigualdade do Centro-Oeste hoje está no Entorno, onde índices de violência superam a Baixada Fluminense e até 50% da população tem que se deslocar diariamente para Brasília. Isso gera um paradoxo cruel: convivem, lado a lado, o Distrito Federal, que exibe a maior renda per capita do país e dispõe de excelentes serviços públicos, e o seu cinturão, que ostenta um dos piores IDH do país. Nada mais justo do que exigir que 80% do FCO destinado a Brasília seja usado para desenvolver o Entorno”.

eeee51d5-c811-44f6-9c66-3a978c0a9449

Caiado destrava recursos para educação de mais três municípios goianos

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), conseguiu destravar impasses na liberação de recursos para mais três municípios goianos no Ministério da Educação. Morrinhos, Santa Terezinha e Pirenópolis foram assumidos como prioridade na destinação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Em reunião com o presidente do Fundo, Sílvio Pinheiro, nesta quarta-feira (07/06), Caiado foi acompanhado dos prefeitos João do Léo (Pirenópolis) e Marcos Cabral (Santa Terezinha), e do diretor do campus de Morrinhos do Instituto Federal Goiano, Gilberto Silvério da Silva.

Na pauta, foram discutidos uma residência estudantil para o IF Goiano de Morrinhos; a renovação da frota escolar em Santa Terezinha; e o transporte rural para Pirenópolis, além da conclusão de uma escola e uma quadra poliesportiva no município.

“Conseguimos convencer o presidente do FNDE a colocar esses municípios como prioridades no MEC mostrando o trabalho sério que fazemos. Tanto no IF Goiano de Morrinhos, que precisa de uma estrutura para poder atender aos jovens de outros municípios; quanto a demanda de Santa Terezinha diante da pressão do Ministério Público pela renovação da frota escolar; e Pirenópolis, que possui uma extensão territorial muito grande e precisa aprimorar o transporte rural”, explicou Caiado.

Morrinhos
O diretor do campus de Morrinhos do Instituto Federal Goiano, Gilberto Silvério da Silva, explicou que o pleito da instituição de 1.200 alunos representa uma garantia de
oportunidade para que as pessoas mais simples que não conseguem pagar o transporte tenham a possibilidade de realizar uma educação profissional através de um curso técnico. “Agradecemos muito ao senador Caiado por abrir essa porta junto ao MEC para que possamos avançar em nosso pedido”, afirmou.

Santa Terezinha
Já o prefeito de Santa Terezinha, Marcos Cabral, disse que a renovação da frota escola visa atender a comunidades que chegam a distar 60 quilômetros da sede do município e que não podem ficar sem o transporte municipal. “Só temos que agradecer ao trabalho que o senador Caiado tem feito no Brasil e em Goiás. Foi ele quem conseguiu levar essa nossa demanda para ser ouvida pelo FNDE”, explicou Cabral.

Pirenópolis
Por último, o prefeito de Pirenópolis, João do Léo, explicou que o transporte escolar do município é feito por 27 linhas e que atualmente conta com veículos bastante defasados. “Viemos aqui buscar os recursos e foi justamente o senador Caiado que nos viabilizou essa oportunidade”, comemorou.

00b238e6-09d3-46d2-95da-46d0f9df541c

Em um ano, Mendonça Filho tem mais resultados positivos no MEC do que os 13 anos de PT

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), elogiou o trabalho do ministro da Educação, Mendonça Filho, e criticou a gestão do PT que deixou o país com péssimos índices no setor. O ministro esteve nesta terça-feira (16/5) no Senado para prestar contas do seu primeiro ano de gestão em audiência pública. Caiado cumprimentou Mendonça por, em pouco, tempo, ter conseguido fazer a reforma do ensino médio e mostrar resultados práticos ao contrário do verificado em 13 anos de governo petista.

“Meus cumprimentos ao ministro Mendonça Filho que claramente está fazendo um ótimo trabalho e destaco a revolução que foi a reforma do ensino médio. Mendonça está aqui hoje na Comissão da Educação fazendo o que qualquer homem público no Executivo e no Legislativo também deve fazer: prestar contas e receber as críticas assim como os aplausos”, afirmou Caiado durante a audiência.

O parlamentar questionou posição de senadores petistas que apontaram supostos avanços na gestão Lula/Dilma com ampliação do orçamento da União. “Essa tese do PT de que ampliou o orçamento da educação não se reflete em resultados. Vimos que o ministro assumiu a pasta com 70% dos alunos do ensino básico sem ter o nível básico; na ciência esse número chega a 56,5%. O que precisamos mostrar é como os impostos pagos pelo povo se refletem em resultados e como a gestão petista e o esquema de corrupção enorme que foi montado trouxeram prejuízos incalculáveis para a população. Parabéns ao ministro que em pouco tempo trouxe resultados práticos a educação”, disse.

O senador mostrou ainda dados, como o ranking do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) em que o Brasil ocupa 63ª posição em ciências, 59ª em leitura e 66ª em matemática. “Ao todo, 22,5% de nossos jovens não trabalham, nem estudam. Um prejuízo irrecuperável do PT que vamos sofrer sequelas por muito tempo. É óbvio que o ministro Mendonça não tem varinha de condão para resolver todos esses problemas da noite para o dia. Mas já demonstrou competência. A reforma do ensino médio é a maior mudança que tivemos nos últimos 13 anos para estimular o jovem a voltar para a escola e dar a prerrogativa ao aluno para que ele decida que caminho seguir com a oportunidade de escolher também pelo curso técnico”, finalizou.

WhatsApp Image 2017-04-05 at 16.32.14

Caiado acusa PT pelo fim do CsF e defende destinar recursos para merenda escolar

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado defendeu a realocação de recursos do Ciência Sem Fronteiras para custear a merenda escolar de 39 milhões de alunos.

Em discurso na tribuna do Senado, nesta quarta-feira (05/04), o senador elogiou o ministro Mendonça Filho, acusou o PT pelo fim do programa e apresentou números que demonstram o fracasso da política educacional dos governos Lula e Dilma.

“O PT quer, de maneira oportunista, colocar o fracasso do Ciência Sem Fronteiras no colo do novo governo quando foram eles que fracassaram. Os dados são estarrecedores: o governo gastava R$ 3,25 bilhões por ano para que 35 mil bolsistas fizessem um ano de sua graduação no exterior. Estamos realocando esse montante para atender a merenda escolar de 39 milhões de alunos no país”, comparou.

Caiado também reforçou a falta de retorno prático do investimento e o fraquíssimo monitoramento sobre o desempenho dos bolsistas fora do país. O senador lembrou que até mesmo o ex-ministro da Educação de Dilma Rousseff, Renato Janine, saiu em defesa do fim do programa.

“Tudo isso ficou evidente na fala do ex-ministro Janine: ‘Não havia dinheiro para continuar, era preciso suspender o programa. Um dos problemas foi o fato de não haver monitoramento concreto dos alunos. Muitos ficaram soltos demais, turismo sem fronteira. Se é verdade que o MEC cortou para colocar na merenda escolar, está correto’. Ora, quem está dizendo isso não é o Democratas. É o próprio ex-ministro de Dilma!”, ressaltou Caiado.

Caiado parabenizou o trabalho desempenhado pelo ministro Mendonça Filho, seguido de apartes também elogiosos de Cristovam Buarque (PPS-DF) e Magno Malta (PR-ES). “O ministro Mendonça Filho irritou enormemente o PT por conseguir fazer a reforma do ensino médio em seis meses, algo que não conseguiram em 13 anos”, provocou.

Números
Ao citar os erros do PT na educação pública, Caiado trouxe dados que atestam o baixo desenvolvimento do ensino brasileiro na última década. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica [IDEB] está estagnado desde 2011 e 1,7 milhão de jovens nem estudam, nem trabalham.

“É bom reforçar que o PT também foi capaz de deixar o governo com estudantes tendo desempenho em português e matemática menor do que em 1997. Que 13 anos de PT nos deixou com 70% dos estudantes abaixo do nível de matemática, 51% abaixo no nível de leitura e 56% em ciências de acordo com o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes”, concluiu.

Ronaldo Caiado - Minaçu - 05-05 CRÉDITO Sidney Lins Jr

Caiado vai apoiar emendas para educação em Minaçu

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), se comprometeu a apoiar a liberação de emendas para o município de Minaçu na área da educação. Uma reunião com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação deve ser marcada para tratar do assunto.
Uma comitiva liderada pelo prefeito local Nick Barbosa (Democratas) e vereadores esteve nesta quarta-feira (05/04) no gabinete do senador e fez um alerta sobre a situação que gestões anteriores deixaram na prefeitura. O democrata aproveitou para também agradecer ao grande apoio político que sempre encontrou na cidade.
“Quero agradecer em primeiro lugar aos votos que recebi do município para ser conduzido ao Senado Federal. Depois, agradecer pela vitória do prefeito Nick e a todos os vereadores e lideranças políticas que vieram na data de hoje. Quero deixar claro e reafirmar meu compromisso com o repasse das emendas para o município. Nick terá meu apoio em sua gestão na cidade”, anunciou.
O encontro contou com a presença dos vereadores Soldado Tavares, Santino, Ivonete Duarte, Cabo Queiroz, Valmir da AGN, Gilvan, Silvio Filó, Mateus Martins e Fábio Santana que ouviram de Caiado também o compromisso de agir em defesa da principal atividade econômica da cidade: a mineração.
“Quem me colocou aqui no Senado me colocou para defender Goiás. E o que nunca me faltou foi coragem para defender aquilo que acredito. Desde deputado que venho defendendo os interesses de Minaçu e de sua atividade principal, que é a mineração. Agora não será diferente”, destacou o senador.
Para o prefeito Nick, a posição de Caiado em defesa do município é uma garantia de que a prefeitura vai poder contar com um forte apoio para tocar a sua gestão. “Quando o senador Caiado fala que vai fazer, ele faz. Por isso viemos aqui para que ele nos ajude defendendo o município em Goiás e aqui em Brasília”, explicou Nick.

 

Rio Verde

Caiado promove encontro de prefeitos goianos com MEC, em Rio Verde, para buscar verbas para a educação

No próximo dia 13 de março, o senador Ronaldo Caiado (GO) vai reunir todos os prefeitos e lideranças goianas e o ministro da Educação, Mendonça Filho, para discutir ações pela melhoria da educação dos municípios goianos. O encontro será realizado em Rio Verde e terá também a presença do presidente do FNDE, Silvio Pinheiro e do prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale (PMDB).

“Vamos nos reunir para definir soluções rápidas para as questões da educação em cada um dos municípios de Goiás. Será um evento abrangente. Todos os municípios estão convidados, todos os prefeitos e lideranças políticas, independentemente de cor partidária, será um momento de darmos prioridade a esta revolução que o ministro Mendonça Filho tem feito na educação e agora chegando na base, chegando junto aos prefeitos fazendo com que seu secretário tenha mais facilidade em tratar e dar andamento aos seus processos junto ao FNDE. Estaremos junto com o prefeito Paulo do Vale, o ministro Mendonça e o presidente do FNDE para que a verba federal chegue mais rápido e soluções claras para o problema da educação que precisa de celeridade para ajudar no crescimento do nosso estado de Goiás”, convidou Caiado.

A ideia do evento surgiu após encontro, no último dia 7, do prefeito Paulo do Vale e do senador Caiado com o ministro da Educação para que Rio Verde receba apoio federal para ampliar o número de salas de aula, medida já iniciada pelo gestor do município do sudoeste goiano. Em um mês de administração, Rio Verde já teve aumento de 12% nas vagas para educação infantil a partir de salas de aula modulares climatizadas.

1 2