da82a042-103d-46dd-b3ab-7baa7fc79984

Caiado será membro titular da CPI do BNDES

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), será membro titular na Comissão Parlamentar de Inquérito que tem como foco o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Instalada nesta quarta-feira (02/08), a CPI vai apurar suspeitas de irregularidades nos empréstimos concedidos pelo BNDES. Em especial, os créditos concedidos no âmbito do programa de globalização das companhias nacionais para internacionalização de empresas.

“Desde o primeiro dia aqui no Senado atuo pela criação da CPI que precisa abrir essa verdadeira caixa preta do Governo PT. Foram bilhões dispensados através da equalização da taxa de juros sem a menor transparência. Isso sem falar no uso do banco como caixa para financiar ditaduras e partidos de esquerda alinhados ao PT na América Latina e na África”, explicou Caiado.

O Bloco Social Democrata (PSDB e DEM) terá ainda a presidência da comissão, com o senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP). Ricardo Ferraço (PSDB-ES) será o outro membro titular do bloco. A CPI terá 13 integrantes titulares e sete suplentes e um prazo de 180 dias, prorrogáveis pelo mesmo período.

caiado

Caiado apresenta relatório favorável à proibição de café importado do Vietnã

O senador Ronaldo Caiado (Democratas-GO) apresentou, nesta terça-feira (21/03), parecer favorável ao Decreto Legislativo 31/2017, que barra a importação de grãos de café produzidos no Vietnã. Ele é o relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça do Senado

De autoria do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), o decreto pretende sustar a Instrução Normativa nº 7 do Ministério da Agricultura que aprovou os requisitos fitossanitários sem levar em conta o alto risco de contaminação por pragas ainda ausentes no país.

De acordo com o texto, o café importado sem os rígidos parâmetros de qualidade que regem a produção nacional coloca o cafeicultor brasileiro em desvantagem, podendo afetar até 8,4 milhões de empregos na cadeia produtiva, além de 196 mil estabelecimentos de agricultura familiar que produzem os grãos.

“A importação de café de alguns países pode viabilizar o ingresso de pragas inexistentes no Brasil, proporcionando prejuízos incalculáveis ao sistema produtivo nacional. No caso específico do Vietnã, estudos demonstram que esse país tem sido foco de pragas quarentenárias de difícil identificação e controle”, ressaltou Caiado.

O relatório de Caiado deve ser votado já na próxima sessão da CCJ marcada para esta quarta-feira (22/03).

WhatsApp Image 2016-11-30 at 18.30.10 (1)

Caiado relata projeto que impede importação de café do Vietnã

O senador Ronaldo Caiado (Democratas-GO) é o relator de um projeto de decreto legislativo que barra a importação de grãos de café produzidos no Vietnã.

De autoria do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), o PDS 31/2017 pretende sustar a Instrução Normativa nº 7 do Ministério da Agricultura que aprovou os requisitos fitossanitários sem levar em conta o alto risco de contaminação por pragas ainda ausentes no país.

Na justificativa do projeto Ferraço ressaltou que o café importado sem os rígidos parâmetros de qualidade que regem a produção nacional coloca o cafeicultor brasileiro em desvantagem e pode afetar até 8,4 milhões de empregos na cadeia produtiva, além de 196 mil estabelecimentos de agricultura familiar que produzem café.

Já o senador Caiado antecipou que vai apresentar um parecer favorável ao texto. “Sabemos o quanto o produtor de café vem sofrendo durante todos esses anos, sendo discriminado e penalizado. E mais uma vez o governo vem com uma iniciativa deplorável autorizando essa prática que vai trazer pragas e contaminar a nossa cafeicultura”, afirmou.

O projeto vai tramitar inicialmente na Comissão de Constituição e Justiça onde recebe o parecer do senador Caiado antes de ir a plenário.